ZDHC publica guia de químicos

A fundação está a lançar a primeira versão de um documento sobre químicos essenciais com o objetivo de promover as melhores práticas no tingimento e acabamentos de têxteis.

[©Pixabay-Deepakrit]

Este novo guia tem como objetivo apoiar a indústria do têxtil e do vestuário na avaliação dos fornecedores do que chama “químicos commodities”, como o sulfato de sódio, amoníaco ou lixívia, bem como incentivar a compra e armazenamento responsável desses químicos para a proteção dos trabalhadores, comunidades e meio ambiente.

A ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals) define químicos commodities como «substâncias simples ou compostos químicos cuja estrutura é bem conhecida, possuem um único número CAS e são utilizados para criar condições ou auxiliar num processo. Dois químicos commodities produzidos por diferentes fabricantes podem ser iguais e intercambiáveis. Normalmente, esses químicos não permanecem no artigo final».

Embora os químicos commodities estejam abrangidos pela Lista de Substâncias Restritas de Fabrico (MRSL) da ZDHC, são excluídos do Relatório de Verificação de Desempenho (Performance Incheck Report) devido à dificuldade em envolver a indústria de químicos commodities na base de dados do portal da ZDHC.

Os produtos químicos básicos têm preços baixos e são facilmente substituídos por outro produto similar, sem qualquer necessidade de alteração específica do processo. Não se espera que permaneçam no artigo acabado, mas que saiam com o enxaguamento durante o processamento, o que coloca em risco a qualidade das águas residuais.

O guia da ZDHC classifica os químicos commodities em “virgens” e “não virgens” para avaliar os riscos relacionados com MRSL e fornece conselhos sobre as melhores práticas para avaliar fornecedores de químicos commodities quanto aos riscos da MRSL e tomar precauções de armazenamento, manuseio e transporte para químicos específicos.

O guia fornece ainda uma lista de químicos que devem ser geridos de forma responsável como parte da implementação da gestão de matérias-primas químicas da ZDHC.

A ZDHC indica que «as marcas devem partilhar este guia com a sua cadeia de aprovisionamento e solicitar aos seus fornecedores a adoção das melhores práticas para a gestão de químicos commodities nas suas instalações. Os fornecedores devem familiarizar-se com o guia e implementar decisões de compra através da avaliação de vendedores de químicos commodities, além de garantir o armazenamento e manuseio seguro dos mesmos».

Através deste guia, a Fundação ZDHC pretende prosseguir o trabalho para atingir o objetivo de 2030 de eliminar a descarga de químicos perigosos na indústria da moda e promover um ambiente de trabalho mais seguro e sustentável.