Wonder Raw: uma nova forma de produzir moda

A empresa participada pela Becri nasceu com a vocação de ajudar as start-ups da moda a chegar ao mercado. A partir de cinco peças base, a Wonder Raw permite aos designers fazer uma customização completa, da cor e acabamentos até aos estampados.

José Costa

O projeto da Wonder Raw, que representa um investimento de 7,5 milhões de euros, começou em março vocacionado para servir designers e start-ups em fase de lançamento. «No fundo, a Wonder Raw é uma empresa que apoia marcas que se queiram lançar no mercado», explica José Costa, CEO do grupo Becri, que detém uma participação nesta empresa.

«Temos cinco produtos em stock – uma t-shirt, uma sweatshirt, um capucho, uns calções e umas calças – e podemos customizar como o cliente quiser. A única imposição que colocamos são os modelos. Quem está a lançar a sua marca no mercado pode tingir nas cores que quiser, não tem mínimos, e faz os estampados que quiser», revela José Costa, salientando ainda que o serviço vai além do oferecido pelas empresas print on demand. «Normalmente, as empresas print on demand têm stock de peças com as cores próprias. Nós customizamos as cores. Se vier cá um designer ou alguém que queira lançar a sua própria marca, fazemos exatamente a cor que pretende, damos o acabamento que pretende. Se quiser uma peça com tingimento em peça, com fade out, com stone wash, fazemos todo o tipo de efeitos. No fundo, personalizamos a peça consoante o designer deseja. Portanto, a grande diferença entre nós e uma empresa de print on demand é essa, é que estamos a fazer de forma diferente, estamos a fazer de forma a ir ao encontro e a customizar aquilo que o designer pretende», acrescenta.

 

Para já limitada a cinco peças, a ideia será a Wonder Raw aumentar a gama de artigos disponíveis para customização. «Esta base vai ser alargada no futuro, quando as coisas começarem a evoluir, mas temos de partir de um princípio e o princípio foi fazer estes cinco modelos, que constituem a base de trabalho. Com isso, acho que temos matéria-prima para poder fazer o tal lançamento e ajudar as empresas, as start-ups, a lançarem-se no mercado», acredita o CEO do grupo Becri.

Feiras internacionais na mira

Até ao momento, foram já investidos 3,5 milhões de euros, de um orçamento de 7,5 milhões de euros alocado à Wonder Raw, nomeadamente em tecnologia da Kornit Digital e da ROQ, instalada num espaço de quase 3.000 metros quadrados, que no futuro albergará a duplicação da capacidade produtiva e cerca de 40 funcionários.

A estratégia da Wonder Raw passa pelos mercados internacionais e pela presença em feiras profissionais. Depois do Modtissimo, em setembro último, a empresa estará a mostrar as suas valências na Magic Las Vegas, nos EUA, e na Première Vision Paris, em França, já em fevereiro.  «A ideia vai ser dar suporte à Wonder Raw em todo o tipo de feiras que faça crescer o negócio», destaca José Costa.

 

E os próprios clientes poderão crescer sem ter de procurar novos parceiros. «Quando a marca progredir, crescer e quiser fazer modelos próprios, pode passar para uma Posolis, uma Guay ou uma Gubec [outras empresas do grupo Becri]. A nossa estratégia passa por ter empresas que queiram criar e que, quando crescerem, se mantenham no grupo», conclui o CEO do grupo Becri.