Vestire em expansão

A empresa portuguesa especialista em vestuário em malha adquiriu novos teares para fazer jogos mais finos, que lhe vão permitir entrar em novos segmentos de mercado, nomeadamente com a produção de blazers em malha.

[©Vestire]

A aquisição destes novos teares de jogos 12 e 14 está inserida num projeto apoiado pelo Compete 2020, com um investimento elegível de 2,9 milhões de euros. «O projeto foi concebido para potenciar o crescimento da Vestire, concentrando-se na produção de malhas finas destinadas a vestuário adulto, em contraste com a atual ênfase em malhas mais grossas para bebés e crianças», revela um artigo publicado no site do Compete.

[©Vestire]
Além dos teares, a empresa, fundada em 1973, investiu «na adoção de tecnologias inovadoras, situando-se plenamente na era da Indústria 4.0, com uma integração completa na infraestrutura digital».

A mesma fonte refere que o objetivo é conferir à Vestire «uma posição competitiva nos mercados-alvo, mediante a produção de malhas de alta qualidade, provenientes de matérias-primas mais nobres», numa mudança estratégica que «é acompanhada pela expansão da gama de produtos para incluir vestuário adulto, incorporando uma linha de confeção de blazers em malha, introduzindo um produto inédito a nível nacional».

[©Vestire]
O Compete sublinha que «ao adotar tecnologias inovadoras e estratégias de produção de vanguarda, a empresa procura consolidar a sua presença nos sectores de moda e design, proporcionando produtos distintivos e de alta qualidade. Este projeto representa, assim, um passo significativo para a modernização e expansão sustentável da empresa no cenário industrial contemporâneo».

O investimento tem igualmente como meta «não só intensificar atividades de maior valor agregado, como design, moda e marca própria, mas também permitir a inserção da empresa em mercados internacionais».