V de vitória

Uma carreira invejável devotada às maiores passerelles mundiais, a dedicação e o charme na produção da excelência e qualidade fazem de Valentino um dos nomes mais respeitados da moda mundial, que já seduziu as grandes vedetas de Hollywood, assim como encantou gerações com as suas criações. A comemorar 45 anos, o estilista italiano promete escrever mais uma página na história da moda internacional e, pela primeira vez em dezassete anos, apresentará as suas melhores criações em Roma e celebrará quase meio século de trabalho à frente de uma das casas de moda mais luxuosas e influentes da Europa. O criador, que fez sonhar o Mundo ao desenvolver vestidos esvoaçantes de baile usados por mulheres como Sophia Loren ou Jacqueline Kennedy, escolheu a cidade italiana para as festividades por ter sido o local onde, na década de 1960, abriu o seu primeiro atelier, assim como por ser para si um local de inspiração e uma fonte de energia. «Decidi vir a Roma porque precisava… E precisava porque passei muitos anos aqui», afirmou Valentino em conferência de imprensa.O extenso e glamouroso programa das comemorações foi apresentado pelo ministro de Roma, Walter Veltroni, e pelo ministro da Cultura, Francesco Rutelli, que autorizaram o uso de importantes locais históricos da capital, como o Fórum Romano e o Templo de Vénus para as festividades que contam com uma retrospectiva organizada no recém-restaurado Museu de Ara Pacis, sob o título «Valentino em Roma: 45 anos de estilo», que estará em exibição, a partir de 5 de Julho, com 300 dos vestidos mais emblemáticos do estilista. Paralelamente, Valentino apresentará a sua mais recente colecção de alta-costura para a próxima estação fria (Outono/Inverno 2007-2008) no complexo monumental do Santo Espírito di Sassia, nas salas recém-restauradas do século XII. Trata-se de um retorno às passerelles romanas, já que o estilista costuma apresentar há anos as suas colecções única e exclusivamente na capital francesa. «Valentino é um italiano extraordinário, faz parte da história da moda e é um dos símbolos da Itália, além de sinónimo de beleza, porque é, nada mais nada menos, do que um criador de beleza e temos muito orgulho que comemore uma data tão significativa na capital de Itália», revelou Veltroni. Mas as comemorações, que serão encerradas com um grande baile no parque de Villa Borghese, tendo como pano de fundo um set criado pelo designer de produção italiano Dante Ferretti, abarcarão ainda o lançamento de um novo perfume e de um livro dedicado à vida do criador.Apesar de contar com 75 anos de idade, e dos rumores de que o estilista poderia estar a ponderar afastar-se do mundo da moda, Valentino parece ter ainda muito brilho para espalhar nas passerelles e aproveitou para desmentir – em conferência de imprensa – qualquer ideia de que isso possa acontecer em breve: «Não há planos nesse sentido de momento».