Unifardas aposta no design com desperdício zero

Presente, pela segunda vez, no iTechStyle Green Circle do Modtissimo, a Unifardas apresentou o ECO700, um novo modelo de vestuário profissional assente no conceito zero waste design. O novo coordenado viajará ainda este mês até Düsseldorf, para ser exibido na feira A+A.

[©Unifardas]

Com foco na sustentabilidade e na economia circular, a Unifardas reiterou a sua presença no Modtissimo, que se realizou de 7 a 8 de outubro, através da iniciativa promovida pelo iTechStyle Green Circle, espaço que acolhe projetos inovadores de empresas portuguesas.

Pensado para a Indústria, o coordenado ECO700 «obedece a um design simples, moderno e confortável. Pode ser utilizado tanto em atividades de interior como de exterior, devido às suas propriedades impermeáveis e capacidade de se acrescentar atributos de alta visibilidade», explica Bruno Azevedo, responsável de marketing da Unifardas.

Este modelo destaca-se ainda pela utilização de matérias-primas e acessórios sustentáveis, assim como por um processo de desenvolvimento assente no conceito zero waste design, que garante que a inexistência de qualquer desperdício de tecido. «De forma a promover o máximo aproveitamento do tecido, substituímos cortes e curvas por pinças e retas que facilitaram o encaixe dos moldes (peças mais retas são mais fáceis de encaixar). De igual modo, foi necessário explorar o molde e fugir do convencional, experimentar coisas novas, desconstruir o molde de forma a criar peças que combinem melhor entre si, tudo isto tendo sempre presente larguras de tecido, comportamentos de tecido e formas de confecionar. Mesmo havendo a necessidade de manter curvas, as sobras de tecido foram utilizadas para reforçar costuras ou juntar os restos de forma a criar um novo tecido e fazer bolsos ou cintos», revela ao Portugal Têxtil.

Matérias-primas amigas do ambiente

[©Unifardas]
O ECO700 utiliza dois tecidos sustentáveis: o cinzento-claro é composto por 35% liocel (fibras de madeira de origem sustentável) e 65% poliéster reciclado (a partir de garrafas de plástico) e o tecido preto é obtido a partir de poliéster reciclado Seaqual. «Na Unifardas revemo-nos muito no conceito da Seaqual e somos parceiros deste projeto. Tentamos utilizar, sempre que possível, materiais com selo de garantia desta entidade», salienta Bruno Azevedo.

Ainda numa fase de apresentação do novo produto, a produtora de vestuário profissional irá exibir o ECO700 na feira A+A em Dusseldorf de 26 a 29 de outubro. «O objetivo a longo prazo é viabilizar a produção e distribuição deste e de outros produtos semelhantes não só no mercado nacional, mas também em mercados externos, onde queremos conquistar o nosso espaço em segmentos de mercado bem identificados», afirma o responsável de marketing da Unifardas.