Uma feira em movimento

A Pitti Bimbo, apresentação internacional das colecções para o Outono/Inverno 2006.07 de vestuário e acessórios para criança e jovens dos 0 aos 18 anos, pré-mamã e artigos para a primeira infância, começa amanhã e vai contar com a participação da empresa Valindo, através da sua marca Girândola. Lembramos que, como já referimos em artigo anterior, o grande sucesso da participação portuguesa na edição de Verão da FIMI, potenciou os contactos com a Pitti Immagine Bimbo, que convidou seis empresas nacionais a apresentarem candidaturas à participação na feira de Florença, cuja elaboração contou com o apoio da ANIVEC/APIV. O processo originou convites por parte da Pitti Immagine Bimbo, com resposta positiva, para a próxima edição, que decorre de 20 a 22 de Janeiro, a apenas uma das empresas em causa, a Valindo, com a sua marca Girândola. No entanto, segundo fonte da ANIVEC/APIV, no âmbito deste processo, agora iniciado, são esperadas mais novidades para a edição de Verão da feira italiana, com datas marcadas de 30 de Junho a 2 de Julho. De referir também a participação da marca Agatha Ruiz de la Prada, cuja licença mundial para produção e distribuição de vestuário de criança pertence à empresa Crispim Abreu. Esta edição, a 62ª, vai contar com 349 empresas, 483 marcas, das quais 195, ou seja, 40,1% do total, são estrangeiras.Também destacamos muitos novos nomes: 7 For All Mankind, Annapurna, Hunter, Ink & Paint, Juicy Couture, Mini A Ture, Noa Noa Miniature, Oh Baby London, Paul & Shark Cadets, Pepe Jeans London, Small Paul by Paul Frank, Ugg, Brema e Prada. A Pitti Bimbo é o ponto de referência internacional da moda para criança e jovens. Acolhe as tendências do mercado e interpreta-as, representando em pleno o sector. Além da projecção internacional, também é de realçar uma grande atenção à decoração do espaço e às iniciativas propostas pelos expositores. O sucesso deste projecto é testemunhado pelo crescimento contínuo dos pedidos de admissão (que nesta edição atingiram os 100 pedidos) e do perfil internacional do seu público: mais de um terço dos compradores são provenientes de mais de 80 países. É uma feira em movimento, com os espaços de exposição em contínua reorganização morfológica e estética, tudo para definir, com a maior precisão, os conceitos de moda que caracterizam o sector. Na Pitti Bimbo são identificadas cinco secções: a “Pitti Bimbo”, para um estilo clássico e elegante, em paralelo com um espírito metropolitano e contemporâneo, a “Sport Generation”, dedicada ao sportswear e ao activewear, a “New View”, com pequenas colecções de alto nível de criatividade e inovação, a “Kids’ Design”, com complementos de decoração, que conjugam a criatividade e a tecnologia, e a “SuperStreet”, para o denim couture e streetwear. Esta edição da Pitti Bimbo evidencia uma atenção crescente que o mercado está a reservar ao mundo do denim e à moda inspirada na “rua”. A secção “SuperStreet”, que vai na terceira edição, aparece renovada e cresce em número de expositores e em superfície de exposição. Não podemos deixar de referir os desfiles individuais das colecções mais marcantes como Agatha Ruiz de la Prada, Alviero Martini, B.&J. Explorer, I Pinco Pallino e 1950 – I Pinco Pallino, Liu.Jo, Miss Blumarine, Miss Grant, Nolita, Parrot e Ki6? Os números da ultima edição de Inverno: 9.450 compradores, dos quais 3.147 (33% do total) eram estrangeiros, Quanto aos países mais representados em termos de visitantes foram a Espanha, Grã-Bretanha, Grécia, França, Alemanha, Turquia, Holanda, Bélgica e Japão.