Um em cada quatro alemães veste Cuecas Chinesas

A Alemanha importou, em 2001, cerca de 188,1 milhões de euros de Cuecas e Ceroulas de Algodão, resultado dum decréscimo de 7,8% face ao ano anterior. A China foi o principal fornecedor deste mercado, tendo exportado em 2001, 47 milhões de euros, correspondendo a 1/4 das importações alemãs deste tipo de artigos. As exportações chinesas para a Alemanha acompanharam, a ritmo semelhante, a tendência das importações alemãs entre 2000 e 2001, implicando que a quota dos produtos provenientes deste país asiático não registou alteração. Portugal é o quinto fornecedor, tendo exportado 5,7 milhões de euros de Cuecas e Ceroulas de Algodão para a Alemanha. Portugal sofreu um forte revés e que se traduziu numa perda de 1,3 p.p. de quota no mercado germânico. Os artigos nacionais são aqueles que apresentam o preço médio mais elevado do grupo dos principais fornecedores, sendo que o preço médio de importações de Cuecas e Ceroulas de Algodão da Alemanha representa menos de metade do preço médio nacional de exportação para este mesmo mercado. As transacções nacionais têm registado, no que respeita a esta categoria de produtos, uma contínua perda de peso relativo no mercado alemão. Denote-se que em 1994 o peso das exportações nacionais era de 13,3%, tendo-se reduzido em 10,2 p.p. até 2001. Assim, é notória a retracção evidenciada pelas exportações portuguesas nos anos mais recentes e que correspondeu a uma queda de 76,4% nos últimos sete anos. Pode encontrar mais informações sobre esta notícia na secção de Estudos do site Portugaltextil.