Two to woo vale por dois

Acaba de chegar ao mercado e assume-se com a premissa que menos é mais. A two to woo é uma marca de roupa de maternidade que nasceu com o propósito de criar essenciais confortáveis, versáteis e duradouros que podem ser conjugados com outros artigos de vestuário, permitindo criar vários looks.

[©two to woo]

«As nossas peças são para ser usadas tanto na gravidez e pós-parto, como também noutros momentos, sobretudo para quem tem uma vida ativa com crianças», explica Lígia Benfeito.

Apesar de ter sido criada em janeiro deste ano, quando Lígia, com 37 anos e ligada à área de marketing, ficou desempregada, a ideia da two to woo começou a ser alinhavada há cerca de quatro anos, quando a fundadora esteve grávida e percebeu que «em Portugal não existia oferta de roupa específica para esta fase da mulher, sobretudo peças de qualidade, revela ao Portugal Têxtil.

Produzida em Portugal, «com parceiros em quem confiamos e que partilham da nossa visão de sustentabilidade e responsabilidade social», a two to woo dá preferência a matérias-primas «sustentáveis e de qualidade superior, que podem ser usados nas quatro estações e que mantêm as suas propriedades mesmo depois de passarem por várias lavagens», destaca Lígia Benfeito.

[©two to woo]
[©two to woo]
A primeira coleção da marca é uma cápsula composta por duas peças básicas, uns leggings e uma saia preta. «Achamos importante dar espaço àquilo que nos distingue individualmente e, por isso, os nossos artigos são essenciais diários que funcionam como base para misturar e conjugar com outras peças já existentes no armário, permitindo criar looks formais ou casuais. São peças intemporais, que podem ser usadas sempre e não estão presas a uma tendência ou época do ano», descreve a fundadora.

Fabricados com uma mistura de modal com elastano, conferindo suavidade e, ao mesmo tempo, «proporcionando proteção na zona da barriga e uma total liberdade de movimentos», os artigos da two to woo também não têm etiquetas para evitar qualquer desconforto ao vestir.

Nesta primeira fase de arranque de projeto, a marca encontra-se à venda no próprio website, «mas estamos a avaliar a possibilidade de estarmos presentes em marketplaces nacionais e internacionais e não fechamos a porta a lojas físicas», adianta Lígia Benfeito.