Twintex desvenda blazer 100% reciclável

Produzido em 100% algodão orgânico, mantendo o mesmo material tanto no exterior como no forro e acessórios, o casaco, que pode ser facilmente reciclado, está a receber o interesse dos clientes da Twintex, segundo o COO Mico Mineiro.

[©Twintex]

O blazer, que foi «pensado e concebido para o máximo de conforto do utilizador», pode «ser submetido a um processo de reciclagem físico sem que haja qualquer intervenção humana para separar acessórios ou materiais», explica, ao Portugal Têxtil, Mico Mineiro, COO da Twintex. «Todos os acessórios e materiais utilizados têm uma composição correspondente à composição do tecido e do forro. Dessa forma, permite que no pós-consumo tudo seja efetuado sem que nada seja retirado», acrescenta.

Mico Mineiro [©Twintex]
A Twintex embarcou nesta iniciativa movida pelo desafio de criar algo diferente, algo que «foi assumido como impossível», sublinha Mico Mineiro. «Grande parte dos players de mercado, até hoje, segundo o nosso conhecimento, dizem que é impossível reciclar um blazer de uma forma física, sem intervenção humana. Nós conseguimos provar o contrário e conseguimos ter um blazer que disponibilizamos aos nossos clientes, neste momento, e ao mercado, com essas características», justifica o COO. «O que levou a Twintex a fazer a investigação foi o desafio em si. A equipa de investigação da Twintex provou que é possível», resume.

Para o projeto, a empresa de confeção contou com parceiros «a nível de tecidos e dos materiais e acessórios utilizados, que aceitaram o desafio de encontrar soluções que pudessem permitir o objetivo ao qual nos propúnhamos», aponta Mico Mineiro.

[©Twintex]
O COO da Twintex realça que «um consumidor mais consciente a nível de sustentabilidade pode, neste momento, vestir o blazer, não tem que ficar cingido a peças mais simples como um vestido ou uma t-shirt de monocomposição, que até agora eram os únicos itens que podiam ser reciclados sem intervenção humana».

O projeto foi apresentado a um grupo selecionado de clientes da Twintex, que assinaram acordos de confidencialidade. «A recetividade tem sido muito boa. Há até planos de alguns clientes de serem eles a implementar esta novidade no mercado. Aguardamos, porque enquanto não houver nada de definitivo, o projeto não passa de algo com elevado potencial de venda», sustenta Mico Mineiro.

Além do blazer, a Twintex está a desenvolver outras peças de vestuário, incluindo calças, saias e vestidos, que seguirão os mesmos princípios de sustentabilidade e reciclabilidade.