Tom Ford na capa da Vanity Fair

A convite da fotógrafa Annie Leibovitz Tom Ford fez uma sessão de nus em conjunto com as actrizes Scarlett Johansson e Keira Knightley, que resultou numa sensual e bonita capa da edição especial da revista Vanity Fair sobre Hollywood. Para além da sua imagem na capa, Tom Ford foi convidado também a produzir o trabalho, que segundo afirmou não foi difícil convencer as várias estrelas de Hollywood a participar. «Não obrigámos ninguém a tirar a roupa», acrescentou o designer. «Passados poucos minutos foi pedido que vestissem novamente a roupa! Apesar de tudo, sempre afirmei que considerava as pessoas sem roupa com melhor aspecto do que vestidas. Também quis que o trabalho não fosse uma questão de moda, mas sim que evidenciasse um outro lado da personalidade de cada personagem», refere o designer. De acordo com Tom Ford há dois tipos de Hollywood: «a vida real de Hollywood, onde as pessoas vão trabalhar e ocupa os seus cargos, e o Hollywood místico, que se define por filmes e imagens que vemos todos os dias». Em relação ao seu trabalho para a revista Vanity Fair, Tom Ford recebeu apenas elogios. O editor da revista, Graydon Carter, afirma mesmo que «Tom foi, do início até ao fim, um verdadeiro gentleman e um colaborador fantástico. Um verdadeiro perfeccionista, é verdade, mas sem dúvida com um grande sentido de humor e um óptimo estado de espírito. Consigo entender melhor o sucesso que Tom alcançou», acrescenta. Apesar de serem actores profissionais alguns convidados estavam um pouco relutantes em relação às fotos, como foi o caso do actor Eric Bana, protagonista do filme “Munique”, actualmente em exibição. Para Eric Bana o estilista ciou «uma fotografia do actor numa piscina, flutuando por cima de um colchão», que espelha perfeitamente a fantasia de Los Angeles.Neste trabalho participaram também celebridades como Angelina Jolie e George Clooney, mas numa versão um pouco menos despida.