Tissu Premier vai mais longe

Todos os “grandes” da distribuição organizada europeia estiveram presentes na 55ª edição da feira Tissu Premier que decorreu entre 25 e 26 de Janeiro, em Lille: 360 expositores internacionais e 5.788 visitantes profissionais. Esta edição deu uma especial atenção ao tema da customização, com uma conferência onde foi discutido este fenómeno incontornável no mundo da moda e considerado como prioritário para o sector. Os fóruns de moda e tendências, o Fórum Geral, para senhora e casual mix, e o Fórum Kids, tiveram um impacto muito positivo nos expositores, e constituíram uma ferramenta muito útil para os visitantes. Nesta edição, a Tissu Premier recebeu, pela primeira vez, uma delegação dos países de Leste, com 10 confeccionadores da Republica Checa, Roménia e Polónia. Mas o nosso destaque vai, obviamente para os expositores nacionais, que foram a Adalberto Estampados, Sanmartin, Fitecom, Living Colours e TMG Fabrics. Para Filipe Monteiro, do Adalberto Estampados, «a Tissu Premier é uma feira essencial para se trabalhar o mercado Francês e Belga. Sobre os resultados, prevemos, no mínimo, manter o mesmo volume de negócios resultante da última edição. Mas temos alguns indicadores que nos permitem apostar num resultado melhor. Quanto a novidades, apostámos em acabamentos melhores. Desta vez, também aumentámos o leque de oferta aos clientes, pois começamos também a apresentar uma colecção de lisos em malhas, a coordenar ou não com os estampados, e que tem tido uma óptima receptividade.» «Foi a primeira vez que a Sanmartin participou na Tissu Premier e, após o balanço, concluímos que iremos continuar a participar nas próximas edições, uma vez que a receptividade ao nosso produto foi excepcional», afirmou Nuno Lemos. «A nossa participação tinha o objectivo dar seguimento a uma estratégia de internacionalização, iniciada no final de 2004. Assim, antecipadamente fizemos uma acção de divulgação directa, com envio de convites a potenciais clientes dos países alvo. Esta acção, aliada ao facto de Lille estar num ponto geográfico privilegiado, no centro do Norte da Europa, veio revelar-se essencial para o sucesso obtido».Já para João Carvalho, da Fitecom, a feira teve menos visitantes, «talvez devido às datas, muito adiantadas. O balanço posso considerá-lo “suficiente”, não “bom”, principalmente quando comparado com o balanço da edição de Setembro último, que foi excelente. Apresentámos novidades, muito bem recebidas, ao nível dos acabamentos anti-bacterianos e anti-odores, e tecidos com filamentos de aço inoxidável». Primando sempre por fazer uma preparação da presença em feiras muito cuidada, desta vez não foi excepção. «A nossa colecção, com artigos em lã, mas muito leves, apresenta novos desenhos, novas cores, e foi muito elogiada. No entanto, alguns desenvolvimentos da nossa colecção de Inverno despertaram mais atenção dos clientes do que a nova colecção, o que está relacionado com as datas da feira. Muitos dos clientes ainda não começaram a trabalhar a colecção de Verão», afirmou o administrador. Quanto às restantes participações da Fitecom em certames internacionais, João Carvalho referiu que a empresa vai estar na Textilmoda, em Madrid, e na Milano Única, em Milão, na edição de Setembro. O responsável da Fitecom também está a equacionar a hipótese de participar na Texworld, «que me parece uma feira com interesse crescente». A próxima edição da feiraTissu Premier está marcada para 6 e 7 de Setembro.