Textile ETP quer acelerar economia digital

A plataforma tecnológica está a lançar, em parceria com a plataforma de inovação química Axel'One, um projeto de 42 meses para promover práticas de economia circular na indústria têxtil.

[©Solstice]

O projeto da Plataforma Tecnológica Europeia para o Futuro dos Têxteis e do Vestuário (Textile ETP), batizado Solstice, é uma iniciativa para promover o crescimento sustentável através da sensibilização dos consumidores e aprimoramento da reciclagem com novos métodos de triagem, garantindo a rastreabilidade das matérias-primas com o Passaporte Digital de Produto e fornecendo dados e diretrizes aos decisores políticos.

Liderado pela Axel’One, uma plataforma de inovação em química, o consórcio do Solstice inclui 24 parceiros e abrange toda a cadeia de valor dos têxteis e plásticos da União Europeia.

O projeto adota uma abordagem holística baseada na estratégia dos 5 R: Reduzir, Reutilizar, Reparar, Reaproveitar e Reciclar. Estas soluções serão testadas e afinadas em demonstrações realizadas em quatro cidades e regiões europeias: Grenoble (França), Berlim (Alemanha), Prato (Itália) e Catalunha (Espanha).

Anualmente, refere a página do projeto, a indústria mundial de vestuário produz 62 milhões de toneladas de roupa e espera-se que o consumo aumente em 63% até 2030. Os têxteis estão entre as categorias que mais consomem água e emitem gases com efeito estufa. O projeto visa enfrentar esses desafios criando quatro soluções sistêmicas escaláveis que promovam práticas de economia circular e neutras em carbono na indústria têxtil.

O Solstice tem como objetivo desenvolver um plano de sensibilização replicável para incentivar os cidadãos a mudarem os seus comportamentos de compra de fast fashion para um consumo mais consciente e informar sobre formas de prolongar a vida útil do seu vestuário.

O projeto desenvolverá ainda um método pioneiro de triagem de resíduos têxteis utilizando análise espectroscópica online, que permitirá uma triagem precisa com base na cor, composição e tipo de têxtil ou vestuário.

Está previsto igualmente um novo processo de reciclagem química eficiente, capaz de processar todos os materiais têxteis e plásticos que atualmente não podem ser reciclados quimicamente.

Por último, vai desenvolver um sistema de rastreabilidade baseado no Perfil Mineral Têxtil (MTP), que fornecerá a base para o Passaporte Digital de Produto (DPP), melhorando a transparência e rastreabilidade na cadeia de abastecimento.

«O projeto adotará uma abordagem abrangente ao repensar toda a cadeia de valor dos têxteis e plásticos, assegurando escalabilidade e replicabilidade, ao mesmo tempo que organiza uma nova governança para a economia circular», indica a página da iniciativa.

As demonstrações nas quatro cidades europeias servirão como laboratórios para testar e afinar as soluções em contexto real. A colaboração com stakeholders locais, incluindo empresas, agências governamentais, instituições académicas e organizações comunitárias, visa criar um ecossistema rico em expertise e recursos para maximizar o impacto e a replicabilidade das iniciativas do Solstice, que começou a 1 de maio e terá uma duração de 42 meses.