Têxteis em carvão de bambu

O Ministério da Economia e Finanças de Taiwan acaba de lançar uma série de produtos têxteis à base de carvão de bambu. O objectivo desta aposta em têxteis inovadores é, de acordo com a referida entidade, tornar a indústria têxtil do país mais competitiva no mercado mundial. « OTaiwan não pode continuar apenas a produzir têxteis de baixo custo», afirmou o ministro Ho Mei-yueh, presente numa cerimónia em Taipei, como porta-voz oficial dos produtos de carvão de bambu. «Temos de seguir o exemplo dos países desenvolvidos, que investem na produção de artigos têxteis de valor acrescentado». A tecnologia de têxteis de carvão de bambu é fruto da colaboração de dois anos entre o Ministério da Economia e Finanças, o Instituto de Investigação Têxtil de Taiwan e várias empresas têxteis. Numa comunicação oficial, este instituto de I&D relembrou que sempre defendeu os conceitos de conforto, saúde e protecção ambiental no desenvolvimento dos seus produtos. Para produzir carvão de bambu é necessário recorrer a bambu de quatro a cinco anos de idade e queimá-lo a 700-750 graus Celsius. O carvão é então cuidadosamente separado econvertido em fibras,criando uma nova forma de matéria-prima têxtil. «O vestuário produzido a partir de fibras de carvão de bambu tem a vantagem de absorver os odores, reter o calor, proteger das radiações electromagnéticas e controlar o nível de humidade. Para que a indústria têxtil de Taiwan sobreviva temos que desenvolver produtos inovadores ecom mais-valias para o mercado actual», declarou Huang Yao-Tang, responsável pelo instituto de I&D. O governo de Taiwan lançou igualmente uma nova marca para os artigos de carvão de bambu, Phyllotex, que inclui para além de vestuário, sabonetes, champô e têxteis-lar. «O desenvolvimento do carvão de bambu é uma revolução na indústria têxtil. Apesar de os produtos de carvão de bambu já existirem actualmente no mercado, todos eles são importados e nenhuma empresa de Taiwan os produziu até ao momento. A marca registada Phyllotex indica que o produto foi totalmente produzido em Taiwan utilizando carvão de bambu», concluiu Ho.