Techtextil e Texprocess abrem concurso

A feira de têxteis técnicos e não-tecidos e a feira dedicada ao processamento de materiais flexíveis têm as candidaturas abertas para os prémios de inovação até 25 de março. Os vencedores serão revelados durante as próximas edições da Techtextil e da Texprocess, que contam já mais de 1.000 expositores inscritos.

Vencedores dos prémios Techtextil e Texprocess 2019 [©Messe Frankfurt Exhibition GmbH/Thomas Fedra]

No caso da Techtextil, os prémios irão destacar as inovações em categorias como conceito, tecnologia, materiais, aplicação, produto, sustentabilidade e economia circular, tecnologias sustentáveis e reciclagem e tecnologia e digitalização. Pela primeira ver, a feira de têxteis técnicos e não-tecidos irá também galardoar um desenvolvimento excecional na área dos materiais têxteis funcionais ou de performance para moda, com o Techtextil Performance Fashion Award.

As candidaturas estão abertas, até 25 de março, para expositores, mas também para empresas, universidades, institutos, politécnicos e indivíduos não representados na feira. Podem concorrer desenvolvimentos na iminência de chegarem ao mercado ou, se já estiverem a ser comercializados, não terem mais de dois anos desde o lançamento. Além disso, não podem ter ganho qualquer outro prémio.

«Estamos satisfeitos por promover o progresso vanguardista no campo dos têxteis técnicos através do Techtextil Innovation Award 2022», afirma Michael Jänecke, diretor de gestão de marca de têxteis técnicos e processamento têxtil da Messe Frankfurt. «Este ano, a sustentabilidade e a digitalização serão novamente premiados numa categoria diferente», acrescenta.

As candidaturas serão avaliadas por um júri independente e os vencedores serão mostrados numa área especial na feira física, mas também, e em estreia, poderão ser vistos virtualmente, como parte da extensão digital da Techtextil.

Texprocess também tem prémios

O mesmo acontece nos prémios de inovação da Texprocess. Neste caso, a organização, a cargo da Messe Frankfurt, refere que os critérios de avaliação serão o nível de inovação, qualidade técnica, digitalização, qualidade económica e ecológica (como sustentabilidade), melhoria da qualidade, qualidade do design, seleção de materiais e o conceito geral.

Michael Jänecke [©Messe Frankfurt Exhibition GmbH]
Tal como acontece com os prémios de inovação da Techtextil, também a feira de processamento de materiais flexíveis irá destacar um desenvolvimento extraordinário ligado à moda, na área das tecnologias de processamento e produção de vestuário, com o Texprocess Fashion Technology Award.

«Com os prémios de inovação, a Texprocess promove abordagens promissoras e pioneiras ao processamento de têxteis. As empresas têm a oportunidade de apresentar novos desenvolvimentos e projetos criativos a um painel de especialistas de classe internacional», sublinha Michael Jänecke.

Portugal com recorde na Techtextil

Até ao início de março, as duas feiras – que se realizam de 21 a 24 de julho e, pela primeira vez, contam com a companhia da feira de têxteis-lar Heimtextil – contabilizavam mais de 1.000 expositores internacionais inscritos, de 44 países, no caso da Techtextil, e de 27 países, no que respeita à Texprocess.

«Tendo em conta que as empresas expositoras usaram intensamente os dois últimos anos para investigação e desenvolvimento de novos produtos, os visitantes de todo o mundo podem esperar uma vasta gama de inovações e soluções criativas de produto», antecipa a Messe Frankfurt.

Manuel Serrão

As duas feiras terão ainda uma extensão virtual, tornando possível «trocar ideias em formatos complementares».

As últimas edições da Techtextil e da Texprocess realizaram-se em 2019 – as edições de 2021 tiveram de ser adiadas para este ano devido à pandemia – e reuniram 1.818 expositores e cerca de 47 mil visitantes profissionais. De Portugal estiveram 26 expositores na Techtextil e quatro na Texprocess, tendo a presença lusa ficado ainda marcada por três prémios de inovação da feira de têxteis técnicos e não-tecidos.

Este ano, o número de expositores deverá crescer, na antevisão que Manuel Serrão, CEO da Associação Selectiva Moda, que apoia a presença de empresas nacionais em certames internacionais, fez ao Portugal Têxtil. «Estamos com um número recorde de expositores previstos para a Techtextil – temos quase 600 m2 de stands, um crescimento de talvez 30% – e estamos convencidos de que vai ser uma feira que vai correr muito bem», revelou.