Spyder lança fato de ski pioneiro

O material que permite esta proeza – d3o –foiutilizado nospolares e fatos de corrida Spyder usados pelas equipas de ski alpino dos EUA e Canadá nos jogos olímpicos de Inverno, que decorreram no passado mês de Fevereiro na cidade italiana de Turim. A Spyder afirma que a tecnologia empregue no d3o recorre a moléculas inteligentes que se tornam mais duras no momento de impacto protegendo contra a colisão contra os “obstáculos”que os corredores têm de ultrapassar a velocidades que podem atingir ou ultrapassar os 90 km/hora. Quando a pressão deixa de existir reconverte-se num material moldável, sendo a reacção imediata e repetitiva, de acordo com a Spyder. A forma geométrica do material foi desenvolvida de forma a promover a passagem do ar ao longo do sistema melhorando assim a respirabilidade. segundo a Spyder, os materiais tradicionais, tais como o plástico rígido, diminuem a mobilidade do atleta. Uma vez que o d3o é flexível, quando não encontra resistência acompanha o movimento do corpo dando uma maior sensação de conforto durante a competição. O d3o é colocado nas áreas de contacto directo tais como canelas e antebraços. O material cumpre todos os requisitos de porosidade e todas as regulamentações relativas ao equipamento impostas pelo FIS, a organização responsável pelas corridas de ski. A Spyder vai colocaresta tecnologia em algum vestuário de corrida no retalho a partir de Setembro do corrente ano.