Sindicato ataca colecção da Mafia

A União Sindical da Confederação dos Trabalhadores Italianos critica a marca de vestuário Mafiawear, acusando-a de instigar o crime organizado. A Agência France-Presse noticiou que a Confederação dos Trabalhadores Italianos está a pressionar o Governo para banir a linha de vestuário, que foi lançada pela Venice, empresas sediada em Mamaindustry, em Julho do ano passado. A União afirmou que: «a marca de vestuário que glorifica a Mafia é um sinal preocupante de como a falta de respeito pela democracia está a crescer neste país». No entanto, a Mamaindustry argumenta que as roupas são dirigidas a pessoas normais que desejam o poder.A empresa também quer passar uma mensagem de que toda a gente tem um lado bom e outro mau e uma «alma de mafioso».