Santista Têxtil investe 55 milhões de euros em 2006

A Santista Têxtil, uma das maiores produtoras mundiais de denim, vai efectuar diferentes investimentos durante o corrente ano, no valor global de 55 milhões de euros, 35 dos quais serão destinados a uma nova unidade fabril, para a produção de denim, na América Central, visando assim aproveitar as oportunidades do Cafta-DR, o acordo comercial com os Estados Unidos, e contornar as altas taxas de importação que os produtos brasileiros têm de pagar para entrar no mercado americano. Os restantes 20 milhões de euros serão aplicados nas unidades já existentes no Brasil, Argentina e Chile, com o objectivo de aumentar a produtividade e reduzir os custos de produção. A multinacional de origem brasileira ainda não decidiu se esta nova fábrica – que deverá entrar em funcionamento em 2007 – será instalada na Nicarágua, Guatemala ou Honduras. A Santista fornecerá o tecido a confecções do país escolhido, que por sua vez envia as calças acabadas para os Estados Unidos, com um mercado estimado em 600 milhões de calças/ano. A Santista Têxtil encerrou 2005 com uma receita bruta consolidada de cerca de 428 milhões de euros e uma receita líquida de cerca de 344 milhões, dos quais 46% foi obtido em vendas externas, somando as exportações a partir do Brasil (62 milhões) e a facturação das subsidiárias na Argentina (53 milhões) e no Chile (41 milhões). O presidente da Santista, Herbert Schmid, estima que o mercado internacional de vestuário vai continuar a apresentar uma tendência favorável ao denim.