Salões Pitti querem vencer crise

Esta atitude de optimismo está bem patente nas palavras de Gaetano Marzotto, presidente da Pitti Immagine, que afirmou recentemente que “apesar das dificuldades que afectam a conjuntura italiana e internacional, contamos com um conjunto de eventos e salões que nos permitem encarar o futuro do sector com confiança”. Segundo este responsável, em 2003 será já possível antever alguns sinais de recuperação económica, graças “ao poder de compra de alguns países asiáticos e da Europa de leste”. Apesar da baixa no consumo e nas exportações italianas, os salões Pitti Immagine querem reforçar o seu papel no contexto dos têxteis e vestuário do centro da Europa. Para isso, iniciarão a temporada de feiras em Florença com a Pitti Immagine Uomo, salão de moda masculina, de 9 a 12 de Janeiro, que acolherá 659 expositores em representação de 745 marcas. Segue depois entre 17 e 19 do mesmo mês, com a Pitti Immagine Bimbo, salão infantil que apresentará 380 marcas, das quais 40% serão estrangeiras. De 5 a 7 de Fevereiro de 2003 terá lugar o Pitti Immagine Filati, certame dedicados aos fios para confecção, a que se seguirá o Pitti Immagine Casa (de 15 a 17 de Março) e o Modapelle by Pitti Immagine, nos dias 27 e 28 de Março do próximo ano.