Reciclagem nos EUA traz oportunidade de milhões

O relatório Sorting for Circularity USA da Fashion for Good identificou uma oportunidade de 1,5 mil milhões de dólares para a reciclagem com o redirecionamento de têxteis de aterros sanitários e incineração.

[©Freepik]

A Fashion for Good acredita que há uma oportunidade para aproveitar este conhecimento e avaliar a viabilidade de um processo de classificação semiautomático, criando uma unidade de demonstração adequada para a reciclagem de têxteis em circuito fechado e investindo em soluções de expansão em todo o país.

Apenas 15% dos resíduos têxteis gerados nos EUA são recuperados e 85% acabam em aterros ou incineração, de acordo com o relatório.

«O projeto Sorting for Circularity USA aborda um desafio importante na indústria têxtil: transformar resíduos têxteis num recurso valioso», explica Katrin Ley, diretora-geral da Fashion for Good. «Este projeto investiga a conexão entre o comportamento do consumidor, a geração de resíduos e as tecnologias de reciclagem disponíveis. O objetivo é estabelecer um sistema no qual todos os têxteis sejam utilizados de forma eficaz, minimizando o desperdício», acrescenta.

Uma pesquisa com adultos nos EUA, citada no estudo, revela que a maioria dos consumidores reconhece o valor inerente dos seus têxteis indesejados e já está a fazer esforços para utilizar canais alternativos para artigos reutilizáveis, como a doação, mas ainda há muito espaço para melhorar na recuperação de têxteis não reutilizáveis para a reciclagem. Dos entrevistados, 60% afirmaram doar têxteis, 4% relatam descartar têxteis e os restantes utilizam ambas as opções. No geral, a condição e o ajuste são os principais impulsionadores da geração de resíduos têxteis, e os consumidores tendem a desviar “têxteis de elevado valor” e descartar “têxteis de baixo valor”.

As principais razões pelas quais os consumidores descartam têxteis no lixo são, por ordem de predominância, baixa qualidade, conveniência, falta de confiança em saber o que é aceite para doação/reutilização/reciclagem e ceticismo quanto à reutilização ou reciclagem efetiva dos têxteis. A principal razão para os entrevistados doarem têxteis é ajudar os necessitados e apoiar uma instituição de caridade. Estas conclusões, refere a Fashion For Good, sugerem que uma campanha de educação pública direcionada, juntamente com a conveniência dos programas, poderia aumentar as taxas de recuperação de têxteis pós-consumo.

Utilizando tecnologia de infravermelhos para determinar a composição do vestuário, o projeto analisou um total de 14.884 quilos de vestuário pós-consumo em sete regiões dos EUA. As avaliações no local foram conduzidas em dois períodos, primavera-verão de 2023 e outono-inverno de 2023/2024, para considerar diferenças sazonais na roupa que entra nas instalações de triagem.

A análise da composição revelou que o algodão é o tipo de fibra mais prevalente (51%) no fluxo de têxteis pós-consumo, seguido do poliéster (28%). Quando avaliados em termos de adequação para reciclagem, aproximadamente 9% dos têxteis pós-consumo são adequados para reciclagem mecânica de algodão e até 56% são adequados para reciclagem química.

«Esta investigação fornece uma visão defensável sobre duas partes da cadeia de valor de recuperação com poucos ou nenhuns dados existentes: em primeiro lugar, como os consumidores decidem o que fazer com os têxteis que já não querem e, em segundo lugar, a composição das fibras dos têxteis pós-consumo. Com estas novas descobertas, podemos melhorar os sistemas de recolha para captar mais têxteis, calcular o potencial financeiro para a reciclagem de têxteis e construir uma política de apoio baseada em dados», sustenta Melissa Adler, consultora sénior da Resource Recycling Systems.

No atual cenário dos EUA, um valor estimado de 1,5 mil milhões de dólares emerge como uma proposta significativa para a reciclagem de fibras têxteis, representando o total das commodities recicladas a partir da fração de têxteis não reutilizáveis que são atualmente descartados em aterros e incineradoras anualmente, que pode aumentar ao captar têxteis destinados ao descarte e canalizá-los para a reciclagem de fibra a fibra.