Ralph Lauren quer jeans de volta

A Polo Ralph Lauren Corporation anunciou que irá pagar à Jones Apparel Group Inc 355 mil dólares para comprar de volta o negócio da Polo Jeans nos Estados Unidos, e de forma resolver todas as reivindicações e litígios entre as duas empresas. Na declaração seguinte ao aníuncio, o presidente e director-executivo da Ralph Lauren afirmou que assumir o controlo directo da marca «dá-nos a capacidade de desenvolver o nosso negócio de denim com o máximo de potencial». Sob o acordo, a Polo Ralph Lauren Corporation vai comprar a subsidiária da Jones, Sun Apparel Inc, cujo acordo inclui a licença da Polo Jeans, inventário e o aluguer de um espaço para o escritório e “showroom” em Nova Iorque. A Jones irá manter os espaços de distribuição e desenvolvimento de produto localizados em El Paso, no Texas. O negócio deverá ser encerrado em inícios do próximo mês de Fevereiro. Peter Boneparth, presidente e director-executivo da Jones Apparel Group, cujas marcas de vestuário incluem a Anne Klein, Nine West e Gloria Vanderbilt, afirmaram que a venda da licença Polo Jeans irá permitir levantar algumas «restrições operacionais na Jones Apparel, incluindo a venda de certos produtos concorrenciais». A licença também “criou incerteza” para a Jones desde que a Polo Ralph Lauren Corporation obteve o direito contratual para adquirir a licença em 2010 até 80 por cento do valor justo de mercado. A Polo Jeans Company contribuiu com aproximadamente 42 mil dólares de lucros antes de impostos para a Jones Apparel em 2005, nas vendas de cerca de 300 mil dólares, explicou a Jones.Como parte da estratégia da Polo Ralph Lauren para adquirir o controlo das suas principais marcas, em Julho de 2005 comprou a sua licença global de calçado, a Polo Ralph Lauren Footwear Co, à Reebok International Lda. por 110 mil dólares.