PV regressa à Rússia

A oitava edição da Première Vision Moscou terá lugar nos dias 10 e 11 de Março na capital russa, onde serão apresentadas as novas colecções de tecidos e acessórios para a Primavera-Verão 2011. Nesta edição, está prevista a participação de 71 expositores de oito países – Alemanha, Bulgária, Espanha, França, Itália, Japão, Turquia e Portugal. De Portugal, as empresas A Penteadora, Living Colours, Paulo de Oliveira e Tessimax regressam ao frio russo, integradas numa iniciativa da Associação Selectiva Moda com o apoio do Qren. Presença habitual neste certame, a Living Colours desenvolveu numa nova colecção que não pretende romper com o passado. «Há uma aposta na continuidade. No entanto, observa-se uma evolução para artigos mais finos, com uma aproximação ao luxo», afirma Hugo Azevedo, responsável comercial da empresa. A colecção, que privilegia os tons terra, tem a lã como matéria-prima de eleição, só ou em misturas com outras fibras naturais, como o algodão orgânico, o linho e o bambu. «Há cada vez uma maior procura por estas fibras naturais», revela o responsável comercial da Living Colours. A empresa apresentará ainda tecidos ecológicos, à base de poliéster reciclado, assim como tecidos «com um acabamento especial que confere propriedades anti-bacterianas e anti-vírus para proteger das gripes», adianta Hugo Azevedo. Na A Penteadora, a colecção privilegia as misturas com linho e o aspecto enrugado, assim como os quadrados e os xadrezes a todo o tamanho. Na paleta de cores domina os tons claros contrastantes, com aspecto tipo mohair. Paolo Zantonelli, director comercial da empresa, revela alguma expectativa face a esta edição: «esperamos encontrar o mercado mais estabilizado, mais próximo do que comprava antes da crise». A Tessimax aposta igualmente no xadrez, com uma colecção onde destacam as lãs finas em mistura com seda, mohair e linho no caso do segmento masculino e o poliéster, viscose e algodão mono e bi-stretch para o segmnto feminino. «Os visitantes que se deslocam à Première Vision Moscou compram artigos de qualidade como lã/seda, mohair e linho e lãs finas como as nossas. É uma feira que geralmente corre bem», antecipa José Luís Nascimento, director comercial da empresa. Para além das novas colecções, os cerca de 1.200 visitantes profissionais que se deverão deslocar à Première Vision Moscou vão ainda ficar a conhecer as tendências de moda adaptadas ao mercado russo, com um fórum de tecidos, o filme “Vision Spring Summer 2011”, uma nova área dedicada aos melhores tecidos, chamada “Season’s Bests”, e uma “aula” de tendências com Sabine Le Chatelier, directora associada de moda da Première Vision, com os destaques de tecidos e cores para a Primavera-Verão 2011. Philippe Pasquet, CEO da Première Vision, sublinha que a «Rússia está a passar por um período económico complexo, mas os sinais de recuperação que estamos a receber do mercado de moda russo são encorajadores e permanecemos optimistas quanto ao futuro. Os profissionais de moda russos estão actualmente a preparar colecções para a Primavera-Verão 2011, e essas colecções irão já experienciar um contexto económico favorável, uma vez que a recuperação está começar».