Programa NETINVEST com 150 M€ para investimento

O Programa NETINVEST Portugal, uma parceria entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério da Economia, vai, nos próximos dois anos, apoiar investimentos num total de 150 milhões de euros. O programa deverá estar em funcionamento antes do final do ano, nomeadamente, antes da realização do Fórum dos Empresários das Comunidades Portuguesas, em Outubro ou Novembro. O programa NETINVEST Portugal, que visa apoiar o investimento directo em Portugal por empresários das comunidades portuguesas no estrangeiro, propõe-se a apoiar, numa primeira fase, por um período de dois anos, um investimento total de 150 milhões de euros, que podem ser, posteriormente, reforçados, conforme foi noticiado pelo Diário Económico. A linha de actuação deste programa vai centrar-se em quatro áreas distintas: promover o investimento directo em Portugal por empresários das comunidades portuguesas; promover a internacionalização e penetração nos mercados internacionais de empresas estabelecidas em Portugal; fomentar e diversificar as exportações portuguesas; e criar uma rede operativa de promoção do intercâmbio de competências e conhecimentos entre as empresas. Para já, vai ser criado um grupo de trabalho que terá por objectivo operacionalizar este programa. O grupo envolverá não só o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério da Economia, mas também os bancos, sobretudo os que têm presença no exterior (CGD, BES e BCP), as associações empresarias, Confederação Mundial dos Empresários das Comunidades Portuguesas (CMEP) e Associação das Pequenas e Médias Empresas. Os investimentos a apoiar no âmbito do NETINVEST Portugal deverão inserir-se em áreas de actividade económica definidas como prioritárias pelo Governo e que contribuam para a concretização dos objectivos definidos no âmbito do Plano Tecnológico. Apesar do programa estar ainda numa fase de esboço, o Executivo já tem algumas ideias, a que o Diário Económico teve acesso, de como concretizar este programa. No capítulo da atracção do investimento dos empresários das comunidades (NETIDE IN) e da internacionalização das empresas nacionais (NETIDE OUT) são disponibilizados capitais financeiros, sob a forma de capital de risco e de crédito bancário, que em conjugação com os capitais próprios dos empresários permitirão financiar investimentos até um montante global de 115 milhões de euros. O modelo preliminar que o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga, tem sobre a mesa prevê que os empresários tenham de investir apenas 25% do montante total, sendo que os restantes 25% serão financiados através das sociedades de capital de risco e os restantes 50%, por crédito bancário. O programa NETINVEST Portugal vai criar o portal NETINVEST Portugal que funcionará como plataforma de integração, promoção e dinamização de todas as valências necessárias para a concretização dos objectivos do programa. O portal terá como funções a realização da «Cartografia Empresarial da Diáspora Portuguesa», a compilação, estruturação e divulgação sistemática de toda a informação relativa a apoios financeiros, instrumentos de cooperação e oportunidades de negócio. O portal vai identificar e estruturar soluções integradas de apoio financeiro aos empresários das comunidades, promover e dinamizar contactos bilaterais entre empresários, mas também promover, concertar e articular os empresários portugueses e os organismos nacionais necessária para a concretização dos negócios. Um dos instrumentos de actuação do portal será o «Balcão Único NETINVEST», uma estrutura exclusivamente dedicada aos universos dos empresários focalizada no seu atendimento, aconselhamento e acompanhamento, criando-se a figura do gestor de cliente.