Produção recorde de não-tecidos

De acordo com os últimos números lançados pela Associação Europeia dos Não-Tecidos (Edana), a produção de não-tecidos na Europa Ocidental atingiu um recorde de 1.070.300 toneladas em 2001. O crescimento contudo abrandou para 4,3% quando calculado em toneladas. Tendo em conta que os tecidos mais leves estão na moda, deu-se um aumento de 12% no volume de m2, que chegou a atingir os 29.060 milhões de m2. A Edana estima que o volume total de negócios da indústria de não-tecidos da Europa Ocidental fixou-se em torno dos 4.450 milhões de euros em 2001. A mão-de-obra manteve-se estável com cerca de 16 mil pessoas. A associação europeia adiantou ainda que o Simpósio Internacional de Não-Tecidos, terá lugar a 4 e 5 de Junho de 2003. Neste Simpósio serão apresentados os últimos desenvolvimentos nos mercados de não-tecidos, em material cru para não-tecidos e os últimos avanços na fabricação deste tipo de tecidos. “Ao calendarizar o nosso próximo simpósio internacional para a Itália, estamos a reconhecer os esforços feitos pela indústria italiana com o objectivo de transformar o seu país numa das áreas topo da Europa em produção de não-tecidos”, afirma Paul Dewingaerden, secretário-geral da Edana. O anterior simpósio internacional da Edana, levado a cabo em Copenhaga em 2001, levou até si mais de 300 delegados de 190 empresas e 21 países.