Portugueses exibem-se em Milão

A partir de amanhã, a Milano Unica abre as portas para três dias de negócio intenso, com os maiores produtores europeus de tecidos para vestuário a tomarem conta da Girandolafiera, em Milão, para apresentarem as novidades para a Primavera-Verão 2013. Divididos em três áreas – Ideabiella, Moda In e Shirt Avenue –, estarão centenas de empresas internacionais (na última edição, em setembro, estiveram 483 expositores), entre os quais uma delegação portuguesa apoiada pela Associação Selectiva Moda, no âmbito do projeto de internacionalização financiado pelo Qren, composta pela Arco Têxteis, Lemar, Paulo de Oliveira, Penteadora, Riopele, Somelos Tecidos, Tessimax e Tintex. O grande destaque é a Tintex, que se estreia nesta feira. «O mercado italiano é uma referência incontornável, palco onde pontificam algumas das marcas e fornecedores mais conceituados. Estar presente na Milano Unica é uma etapa para a Tintex continuar a sua estratégia de afirmação no mercado internacional», revela Mário Jorge Silva, administrador da empresa. As fibras ecológicas estarão em destaque na oferta da Tintex, nomeadamente o Tencel, «que é o nosso bestseller e de que nos orgulhamos de ser líder no mercado europeu e mesmo mundial», sublinha Mário Jorge Silva. «Apresentaremos também vários produtos de moda que incorporam acabamentos funcionais, tradicionalmente usados em sportwear, de forma a oferecer aos nossos clientes artigos muito versáteis e sempre elegantes», acrescenta. Também a Riopele estará na mira dos holofotes, já que após um interregno, a empresa de tecidos de Pousada de Saramagos está de regresso à Milano Unica. Com nomes como Emporio Armani e Tara Jarmon entre os seus clientes, a Riopele expõe uma coleção que abarca quatro universos: “Nautical Navy”, “Natural”, “Ice Cream” e “Tribal Artisan”. «Esta coleção apresenta tecidos que resultam da combinação sofisticada de fibras, fios e processos de acabamento inovadores. Tecidos ultra leves, com toque organza ou seda, algodões limpos, linhos de aspeto artesanal e duplos nobres», explica Rita Fortes, marketing and sales manager. Bem implementada no mercado italiano, onde tem clientes como Benetton e Armani, a Lemar é uma habitué desta feira, onde irá mostrar uma coleção que revela «uma estação de mudanças subtis com desenvolvimentos surpreendentes», indica a administradora Manuela Araújo, que destaca os contrastes entre tecidos opacos/transparentes e riscas mini/maxi, assim como os estampados, os seersuckers, os tecidos finos de dupla face e as cores luminosas e intensas, sublimadas por tons escuros. Os tecidos para camisaria “made in Portugal” estão, por seu lado, em destaque graças a dois pesos-pesados no mercado internacional: Somelos Tecidos e Arco Têxteis. «A estação provoca, mas de uma forma discreta, elegante e com charme, manifestando-se através de uma nova simbiose entre a matéria e a cor, entre o tecido e o visual, sempre numa atitude otimista repleta de delicadeza, inteligência e fantasia», afirma Ana Paula Dias, responsável de desenvolvimento de produto da Arco Têxteis. Esta coleção aposta nomeadamente no look delavé e nos acabamentos sedosos e por vezes brilhantes, assim como em diversos motivos tintos em fio, como falsos lisos, micro-motivos, surpreendentes motivos duplos e estruturas texturadas obtidas pela combinação de diferentes títulos. Na área dos lanifícios, Portugal está também bem representado, com a presença das empresas Paulo de Oliveira, Penteadora e Tessimax. Em setembro, a Milano Unica registou um aumento de 2% no número de visitantes, para 21.400 em comparação com setembro de 2010, um bom prenúncio para a edição que agora arranca.