Portugueses em força na ISPO Munich

43 expositores nacionais, 31 prémios para amostras de materiais, 7 para produtos de confeção e um galardão de inovação sustentável para a Impetus são números que dão conta de um sucesso anunciado para a participação portuguesa na ISPO Munich.

[©ISPO]

A feira de desporto, que se realiza de 28 a 30 de novembro, antecipa a presença de mais de 2.100 expositores internacionais, divididos por 11 pavilhões, incluindo mais de quatro dezenas de empresas nacionais.

«De Portugal seguirão novamente rumo a Munique um total de 43 expositores, numa oferta que abrange desde o vestuário, peúgas e calçado desportivo, materiais e acessórios têxteis, até ao equipamento para piscinas e para desportos de neve», revela Tânia Mutert Barros, representante da ISPO em Portugal. «A maioria das empresas portuguesas provenientes da ITV decidiu juntar forças e participa nos dois stands coletivos From Portugal, organizados pela Associação Selectiva Moda em parceria com o CITEVE, e que estão situados no pavilhão A1 e C1», acrescenta.

Há ainda quatro stands nacionais na área ISPO Brandnew, onde se vão reunir 80 start-ups com soluções e produtos inovadores para o desporto. A marca portuguesa de calçado 8.000 Kicks vai apresentar os seus sapatos em cânhamo, a marca Hanken Active estreia a sua coleção de moda desportiva, desenhada e fabricada 100% em Portugal, e a Mania4 vai mostrar dois novos produtos – brace-in e untd-united industries – que «nasceram de uma fusão entre o têxtil e a tecnologia e são fruto da visão empresarial da empresa mãe, a Heliotextil», revela Tânia Mutert Barros.

Prémios para empresas nacionais

Para além dos números, Portugal destaca-se igualmente na qualidade. Na 10.ª edição do ISPO Textrends, as empresas arrecadaram 38 prémios nos ISPO Textrends Awards. 31 destes prémios foram para amostras de materiais, apresentadas pelas empresas A Sampaio, Acatel, Carvema Têxtil, LMA, RDD Textiles, Somani e Têxteis JF Almeida. Entre estes, a maior distinção, designada Best Product, foi entregue em duas categorias a produtores portugueses: a A. Sampaio & Filhos venceu na categoria Street Sports e a Acatel na categoria Second Layer-Accelerated Eco.

Já nos prémios dedicados à confeção – uma área adicionada no ano passado – Portugal conta com sete galardões, que distinguem o trabalho da FLM Têxtil, Gulbena Têxteis, Quinta & Santos Score e WAT Portugal.

Top Tank da Impetus [©ISPO]
A ISPO Munich reconheceu ainda a Impetus na área da inovação sustentável por um novo top, seamless, feito com Circulose, fibra produzida a partir de resíduos têxteis pela empresa sueca Renewcell.

«Na Impetus, estamos comprometidos com um futuro sustentável, não só quando escolhemos matérias-primas, mas também quando definimos os nossos próprios processos de produção. Esta cooperação com a Renewcell dá vida a um novo produto de alfaiataria de segunda pele, com um toque muito agradável e baixo impacto ambiental», refere a Impetus, numa comunicação publicada no website da feira.

O tema principal da ISPO Munich este ano é, de resto, a economia circular, uma área onde Portugal tem liderado, como mostra também o showcase iTechStyle Green Circle, que regressa a Munique para mostrar os avanços nacionais neste domínio.