O grupo Spanditex decide franquiar a marca Dándara

A Spanditex, um grupo têxtil com quase 30 anos de experiência como fabricante e comercializador de moda feminina e acessórios, colocou em marcha um plano de expansão para aumentar a sua cadeia de lojas Dándara. Um dos primeiros passos foi o acordo com dois sócios para a abertura de dois estabelecimentos franqueados antes do fim do ano, ao quais se unirão outros nos próximos exercícios. A primeira loja foi inaugurada na localidade de Xátiva – Valencia, onde se investiram 60 mil euros num espaço com 150m2 de superfície, apesar do investimento médio para uma loja Dándara se situar nos 95 mil euros, incluindo a montra de entrada. Até ao final do ano, a empresa irá abrir mais um estabelecimento franquiado e um próprio, contando assim com 19 lojas, segundo adianta a directora de franquias, Elena Martín Mantero. Com este plano de expansão, o grupo prevê alcançar os 24 pontos de venda até ao final de 2003. Para além do seu crescimento nacional, a Spanditex iniciou já negociações para entrar no Médio Oriente através do mesmo sistema. Segundo Elena Martín, já existem contactos com a Arábia Saudita, Qatar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Barheim. Numa segunda fase de internacionalização o grupo prevê exportar a sua marca para Portugal e para a América Latina, especialmente para os mercados venezuelano e chileno. A empresa, que realiza os seus próprios desenhos e produção, criou no principio dos anos 90 uma cadeia sob o nome de Zona Natural. Às 10 primeiras lojas que abriram na altura e que serviram como apresentação da marca, juntaram-se novas aberturas e um novo conceito de negócio com o nome de Dándara. O grupo, que no ano passado facturou 4,8 milhões de euros, prevê encerrar este exercício com um volume de negócios de quase nove milhões de euros, adianta a directora. Este crescimento deve-se tanto à abertura de novas lojas como à política de preços, baseada numa gestão eficaz dos custos.