Next com subida nas vendas e nos lucros

O retalhista de vestuário Next, apresentou na passada Quinta-feira as suas contas, com um aumento de 22% nos seus lucros antes de impostos, 429,28 milhões de euros e um aumento de 18% nas vendas atingindo 3,03 mil milhões de euros, em comparação com o exercício passado. A empresa, um dos maiores retalhistas britânicos, adiantou que estes números estavam dentro das estimativas lançadas pelos analistas e acrescentou que as vendas nas lojas existentes há pelo menos um ano subiram 7% nas primeiras sete semanas do novo ano fiscal. A Next não só viu o fim da concorrência feroz da sua rival revitalizada, Marks & Spencer, mas também viu a sua taxa de expansão aumentar à medida que vai tomando conta do mercado que até agora pertencia à C&A. A empresa agora gere mais de 330 lojas na Inglaterra e Irlanda e diz que pretende aumentar a sua gama de produtos para casa, tais como mobílias e cerâmica para mais algumas das suas lojas nos próximos meses. O presidente da Next, Brian Pitman, afirmou numa declaração que espera abrir novas lojas e lançar novas modas e produtos para continuar o impulso nas vendas ao longo do corrente ano. “Nós tivemos um bom começo no início do ano e eu acredito que 2002 vai provar ser um ano de crescimento para a Next”, esclareceu. Pitman acrescentou que a “estratégia é continuarmos a construir a nossa quota de mercado na Inglaterra e na Irlanda, expandindo o nosso espaço de lojas e desenvolvendo novos produtos”.