ndia à procura de Têxteis Técnicos

Os têxteis técnicos estão a emergir como principal artigo de produção da indústria indiana, na sequência de um aumento da procura em vários sectores. Um relatório do Fundo Monetário Internacional revela que há um vasto mercado para os têxteis técnicos aplicados em embalagens, desporto, militar e medicina e higiene. Estas englobam categorias extra-vestuário como a aeronáutica, marinha, medicina, engenharia civil e outras aplicações industriais. Os têxteis não-tecidos representam uma grande parte da procura mas há também um interesse crescente nos materiais compósitos. De acordo com os especialistas industriais, 90% da procura indiana é usualmente satisfeita através de importações mas algumas empresas instalaram já unidades de produção no país. O consumo corrente indiano de têxteis técnicos ascende a 20.000 toneladas por ano. Em contrapartida, a China já atingiu um consumo de 600.000 toneladas. Uma proeminente empresa indiana, produzindo fio de algodão, instalou uma unidade em Gujarat com uma capacidade de produção de 12.000 toneladas de não-tecidos por ano – a primeira do seu género na Índia. A capacidade total das pequenas unidades de produção de não-tecidos situa-se nas 5.000 toneladas anuais, mas estas unidades estão a registar um aumento nos geotêxteis usados nas áreas da construção, pavimentação, drenagem e outras aplicações similares. O governo indiano está a considerar uma proposta de redução das taxas alfandegárias numa gama de máquinas e tecidos necessários para satisfazer essa procura. Espera-se que uma tal medida fomente a produção e o uso de têxteis técnicos na categoria dos não-tecidos.