Naia Renew recebe certificação GRS

A Eastman anunciou que a sua fibra celulósica produzida com matéria-prima reciclada recebeu a certificação Global Recycled Standard e que a primeira produção de fio certificado deverá chegar em breve ao mercado.

[©Eastman]

A equipa da Eastman revelou que a primeira produção do fio com certificação GRS (Global Recycled Standard) estará em breve a caminho de uma marca sustentável que partilha a sua visão de tornar os têxteis sustentáveis ​​acessíveis a todos.

De acordo com a empresa, ter uma certificação GRS melhora a rastreabilidade, promove princípios ambientais, garante o cumprimento dos requisitos sociais e regulamenta o conteúdo químico e a rotulagem.

«Sentimo-nos honrados por acrescentar a certificação GRS à nossa lista de certificações da Naia que apoiam os nossos objetivos de sustentabilidade», afirmou Claudia de Witte, responsável de sustentabilidade para os têxteis na Eastman. «As certificações de terceiros ajudam-nos a construir a confiança na marca. O nosso objetivo é tornar os têxteis sustentáveis disponíveis para todos e fazemos isso ao criar confiança com os nossos clientes e colaboradores. Esta certificação acrescenta mais credibilidade às nossas fibras e à nossa história de sustentabilidade, que estamos orgulhosos de partilhar», realçou.

A Naia Renew é produzida com 60% de polpa de madeira de origem sustentável e 40% de resíduos com certificação GRS.

Segundo a Eastman, a sua reciclagem molecular complementa a reciclagem mecânica e oferece uma solução para resíduos difíceis de reciclar, incluindo têxteis afetados por fatores como misturas de fibras, produtos químicos e aditivos.

Equipa da Naia [©Eastman]
«Esta primeira produção representa anos de trabalho da nossa equipa», salientou Jason Keller, gestor de produto da Naia, acrescentando que «os nossos clientes têm perguntado pela certificação GRS e trabalhamos incansavelmente para obter a certificação para a Naia Renew. Estamos muito orgulhosos de oferecer não apenas um produto sustentável, mas também uma certificação da fibra que cria confiança junto das nossas marcas parceiras».

A Eastman acredita que o processo de certificação GRS, uma certificação da Textile Exchange, desempenha um papel vital na promoção de mudanças sustentáveis ​​na indústria da moda e dos têxteis. O processo de obtenção desta certificação envolve a auditoria a toda a cadeia de aprovisionamento realizada pela entidade certificadora independente SCS Global Services.

Em 2022, a Eastman anunciou ter feito uma parceria com a TextileGenesis para usar a tecnologia blockchain para identificar e rastrear a jornada do fio de filamentos desde a matéria-prima até a peça de vestuário final.