Mosaic e Rubicon criam gigante da moda

O grupo Mosaic Fashions vai fundir-se com a Rubicon Retail, criando novas oportunidades para ambos os negócios, revela uma porta-voz do grupo britânico especialista em retalho. A Mosaic, que gere as cadeias Oasis, Karen Millen, Coast e Whistles, assinou uma carta de intenção de fusão com a sua rival Rubicon, proprietária das marcas Warehouse e Principles assim como do negócio Shoe Studio, que detém marcas como a Pied à Terre, Bertie e Nine West. A transacção proposta, que resultará num novo actor principal no palco da indústria da moda britânica, avalia a Rubicon em 353 milhões de libras. As empresas apresentaram um volume de negócios combinado na ordem dos 818,5 milhões de libras e um EBITDA de 105,9 milhões de libras, além de representarem um total de 1.700 lojas espalhadas por todo o mundo. De acordo com o plano de fusão, a nova empresa actuará sob a designação Mosaic Fashions e será dirigida pelo presidente da Mosaic, Derek Lovelock, e pelo director financeiro da mesma, Richard Glanville. O presidente e director financeiro da Rubicon, Don McCarthy e Stefan Cassar respectivamente, manter-se-ão no negócio como conselheiros. Lovelock denominou o negócio de «transacção obrigatória» que irá fortalecer a posição dos grupos no Reino Unido e criar «significativas oportunidades para uma expansão futura ao nível internacional». Por seu lado McCarthy afirma que «acreditamos tratar-se de uma excelente oportunidade para fundir dois fortes grupos da moda com marcas complementares». Com efeito, a fusão vai associar um conjunto de marcas complementares mas diferenciadas, posicionadas no mesmo segmento de mercado mas com qualidades distintas. A Rubicon trará o seu negócio Shoe Studio para o novo grupo ? a Mosaic não possui presentemente uma marca própria de calçado ? e a sua experiência no e-business. Quanto à Mosaic, detém uma sólida posição no mercado global ? opera em 27 países enquanto que a Rubicon apenas em 12 ?, o que constituirá para a Rubicon uma excelente alavanca para uma maior internacionalização. O negócio deverá estar concluído dentro de três meses. Parte da Mosaic e da Rubicon é detida pelo investidor islandês Bagur, que apresentou recentemente uma proposta de aquisição da grande cadeia britânica House of Fraser (ver notícia no Portugal Têxtil).