Moda para o Outono 2006

Um bom corte e formas bem definidas. O look é clean, mas elegante. Muitos falam de “aspecto” de smoking. Contudo, não deixam de existir os soltos e casuais contrapostos femininos. Os conjuntos vivem de opostos: silhuetas finas contrastam com formas volumosas. Saias justas e travadas em contraste com tops sobredimensionados e muito compridos. Casacos de uniforme são o oposto dos vestidos femininos. Os brilhos iluminam. Peles ou tecidos tipo tela contrastam com a seda ou cetim. Tudo perece rico e luxuoso sendo esta imagem ajudada pelos veludos e jacquards e pelas cores escuras, desde o preto ao azul muito escuro, cinzento e castanho até às nuances de púrpura, bordeaux e azul acinzentado. O denim também será escuro, não só em azul, mas também em preto e cinzento. Apesar do domínio das cores escuras, o look não é melancólico. Padrões divertidos como bolas e flores trazem alguma leveza. Existem inúmeros pormenores que se tornam mais visíveis após uma observação mais cuidada. Nada é demasiado glamoroso, óbvio, brilhante ou ostensivo. Trata-se de um glamour “disfarçado”. Bordados, pontos e aplicações são discretos. Os decotes com adornos e brilhos ostensivos já passaram de moda. Botões grandes, cortes elaborados, remates e acabamentos interiores eleborados são os novos pormenores importantes. No vestuário com inspirações militares ou de uniforme usam-se decorações nos ombros e bolsos que resultam nos contornos da figura. A novidade são as influências vitorianas, sobretudo nas blusas. Colarinhos subidos, punhos compridos, folhos, plissados estão presentes. As blusas são uma das peças fundamentais, assim como os coletes, as calças estreitas, o vestido, o blazer curto e tops sobredimensionados. As influências são dos anos 60 e 70. Um pouco de rock, um pouco de anos 60, um pouco de punk, um pouco de boémio – assim se resume a tendência para o próximo Outono.