Metro mantém objectivos para 2002

O retalhista alemão Metro vai manter os seus objectivos em relação às vendas e lucros para o corrente ano. «Nem a incerteza global, nem a queda do consumo após os ataques terroristas nos Estados Unidos, desviaram o grupo do seu caminho de crescimento,» afirmou o director geral da Metro Hans-Joachim Korber. Este ano, a Metro espera aumentar o seu volume de negócios em aproximadamente 6% para mais de 52 mil milhões de euros, investir mais de 2 mil milhões de euros em projectos internacionais e criar mais 7 mil novos postos de trabalho. Os “pais” do grupo Kaufhof Warenhaus e Inno, acreditam que o consumo vai aumentar assim que os consumidores se acostumarem ao euro. O grupo frisou que assim como outros retalhistas na Alemanha, não se aproveitaram da introdução da nova moeda para aumentar os preços. No primeiro trimestre, a Metro registou um aumento das vendas de 5,2% para 11,8 mil milhões de euros. Atingidos pela queda da confiança do consumo, o grupo registou perdas de 5,9 milhões de euros em comparação com os lucros de 13,7 milhões de euros no trimestre homólogo.