Messe Frankfurt vai medir pegada de carbono das feiras

A organizadora de mais de 150 feiras profissionais, que em 2024 espera alcançar um novo recorde de vendas, planeia reportar a sua pegada de carbono corporativa, em mais um passo para atingir a neutralidade carbónica até 2040.

[©Messe Frankfurt-Jacquemin]

A pegada de carbono corporativa é uma medição essencial para a sustentabilidade ambiental e, ao fazer a monitorização em parceria com a First Climate, a Messe Frankfurt poderá regular as suas próprias emissões. Com base nos resultados, a empresa, que organiza certames como a Heimtextil e a Techtextil, vai especificar ainda mais as metas climáticas e desenvolverá uma estratégia detalhada neste âmbito, indica em comunicado.

Além disso, a pegada de carbono corporativa é também obrigatória nos futuros relatórios de sustentabilidade, de acordo com a Diretiva de Relatórios de Sustentabilidade Corporativa (CSRD) da UE que, a partir de 2026, exigirá que as grandes empresas façam os relatórios dos anos financeiros anteriores.

«Estamos a dar o próximo passo em direção à descarbonização da nossa empresa e vamos calcular as emissões de gases de efeito estufa das nossas operações comerciais internacionais regularmente, começando por relatar o nosso desempenho no ano passado, em 2023», explica Wolfgang Marzin, presidente e CEO da Messe Frankfurt.

Segundo Sid Petersen, diretor-geral da First Climate Consulting, «ter uma pegada de carbono corporativa calculada de forma profissional é uma parte importante da estratégia climática de uma empresa», pelo que «estamos muito contentes por trabalhar com a Messe Frankfurt e usar a nossa experiência para a ajudar a atingir os seus objetivos de descarbonização».

Wolfgang Marzin [©Messe Frankfurt-Pietro Sutera]
«Temos muita sorte por ter um parceiro experiente como a First Climate para nos ajudar a calcular a nossa pegada de carbono em toda a empresa. Tendo obtido a certificação EMAS [Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria], determinar a nossa pegada de carbono é mais um marco no caminho para um futuro mais sustentável para os eventos», acrescenta Wolfgang Marzin.

O anúncio surgiu poucos dias antes da Messe Frankfurt apresentar os resultados de 2023, em que aumentou as vendas para 609 milhões de euros, em comparação com os 454,2 milhões de euros em 2022, 45% das quais realizadas em mercados internacionais.

Para 2024, os objetivos são mais ambiciosos. «Mesmo tendo em conta o atual clima geopolítico, esperamos que as vendas no atual ano fiscal aumentem mais de 25% em termos anuais, para 770 milhões de euros, com uma melhoria significativa das margens. Esse será o nível mais alto de sempre nas vendas na história da Messe Frankfurt», anuncia o presidente e CEO da empresa. «O grupo está a aderir ao seu objetivo de atingir rentabilidade económica, ao mesmo tempo que está a criar benefícios macroeconómicos sustentáveis para Frankfurt e a região à volta», conclui.