Messe Frankfurt atinge facturação recorde em 2001

A Messe Frankfurt GmbH, empresa co-organizadora de feiras como a Intima/Intimatex (Brasil) e a Intima America, em Miami (Estados Unidos), e organizadora dos salões Texworld (Paris) e Heimtextil (Alemanha), revelou que o seu volume total de facturação em 2001 atingiu os 318 milhões de euros, crescendo 2,2% em relação ao ano anterior. As principais subsidiárias internacionais da Messe Frankfurt foram responsáveis por 37 milhões de euros (11,7%), enquanto as subsidiárias alemãs contribuíram com 51,3 milhões de euros (16%) para a facturação total da empresa. A Messe Frankfurt GmbH alcançou assim um lucro líquido de 28 milhões de euros, o maior de sempre na história desta empresa. Das 38 feiras, exposições e eventos realizados em Frankfurt durante o ano passado, que atraíram um total of 36.089 expositores e 2,2 milhões de visitantes, 14 foram organizados pela Messe Frankfurt. Ao todo, 23.375 expositores, dos quais 58% foram empresas estrangeiras, compareceram aos seus eventos, o que constituiu um aumento de 3,5% em relação a 2000. Um total de 907.503 visitantes compareceu aos eventos promovidos pela Messe Frankfurt, mais 12% que em 2000. O número de visitantes internacionais também cresceu significativamente, sendo responsável por 29% do total de visitantes. A Messe Frankfurt organizou 48 feiras na Europa, Ásia, Estados Unidos e, pela primeira vez, em África. No final de 2001, a empresa contava com 11 subsidiárias no estrangeiro, tendo aberto novas delegações em Paris, Xangai and Moscovo já na primeira metade de 2002. Michael von Zitzewitz, director geral da Messe Frankfurt, anunciou recentemente os planos da empresa para dotar a mesma de uma nova estrutura organizativa. Assim, a divisão da empresa em duas novas empresas – uma empresa operacional e uma outra empresa responsável pela manutenção e desenvolvimento do centro de exposições de Frankfurt –ambas sob a sigla da casa-mãe, dará à Messe Frankfurt «a flexibilidade que a empresa precisa para fortalecer e reforçar a sua competitividade a nível internacional», segundo este responsável da empresa.