Magdus 2010 esmiúça outlets

Faltam apenas três semanas para a 4.ª Conferência Europeia de Centros de Outlet, que se realiza nos dias 7 e 8 de Abril em Troyes, na França. Neste evento organizado pelo Magdus, o observatório europeu dos centros de marcas e lojas de fábrica, são esperados cerca de 300 participantes, mais de um terço dos quais de países europeus. Está igualmente já confirmada a presença de marcas de renome mundial como a Puma, Levi’s, Dockers, Desigual, IKKS, Clarks, Gerry Weber, Frette, VF Europe, Lacoste, Salomon, Arena, Petit-Bateau, Anne de Solène, Lejaby, Fred Sabatier, Havrey, Freeman T.Porter, entre outras. A conferência vai analisar a situação dos centros de outlet na Europa e apresentar as previsões para a próxima década. Além disso, haverá ainda espaços de debate sobre questões que afectam todas as marcas com interesse em liquidar artigos não-vendidos e optimizar a gestão dos seus stocks. Todos os temas das conferências e ateliers estão definidos, abordando, entre outros, a questão da evolução do consumo das marcas, a estratégia de distribuição de marcas, como favorecer as compras turísticas, novos perfis e novas estratégias para a renovação do conceito, a importância da arquitectura nas vendas ou ainda a eliminação de stocks das marcas: como transformar uma contrariedade em oportunidade e o lugar dos centros de marcas na Europa. «Com apenas algumas semanas antes da Magdus 2010, podemos já anunciar um crescimento considerável em termos de participantes: novos países – com a Europa de Leste em grande força – novos investidores e novas marcas. Neste momento, os delegados de marcas representam 20% das inscrições», afirmou Bruno Rogowski, director da Magdus e organizador da conferência. A conferência tem vindo a ganhar mais relevância de ano para ano, devido, em parte, ao papel cada vez mais relevante que os centros de outlet têm vindo a ocupar na Europa e à sua importância na gestão de escoamento de stocks. Actualmente existem 170 centros de outlet a operar na Europa e mais de 20 projectos estão em construção ou deverão estar concluídos em 2012 em França, Itália, Alemanha e nos países do Leste da Europa. Segundo o último relatório da Ecostra, uma empresa de estudos de mercado, sobre as implantações comerciais na Europa, publicado em Janeiro, a Alemanha poderá acolher a médio prazo 21 novos projectos e Itália mais 15. Seguem-se a França e a Polónia, com respectivamente, nove e sete projectos. «Devido à legislação muito restritiva, a Alemanha é actualmente um dos países europeus com menos lojas de fábrica. Mas não há dúvida que isso vai mudar», pode ler-se no relatório. Os números mostram que por cada 1.000 habitantes, a Alemanha tem apenas 0,9 m² de superfície de venda em lojas de fábrica, contra os mais de 9 m² do Reino Unido, os 7 m² de Itália ou ainda os 3,6 m² em França. Segundo as previsões do Magdus, em 2012 deverão estar disponíveis em toda a Europa 2,8 milhões de m² de superfície de venda em outlets.