Lingerie, sinónimo de Moda e Criatividade

Devido ao elevado potencial de consumo, é inegável que o mercado chinês representa uma oportunidade que não pode ser ignorada. Para o sector da lingerie, em particular, este mercado representa actualmente 200 milhões de consumidores, na sua maioria, localizados nas áreas urbanas. Em 2001, as vendas de lingerie na China atingiram os 4,6 mil milhões euros, dos quais a lingerie para senhora representou 1,8 mil milhões de euros. Para artigos do segmento médio/alto, o potencial de consumo é estimado, actualmente, em aproximadamentemil milhões de euros por ano. Quanto à capacidade de produção, na China há 5.000 fabricantes de artigos de lingerie, 400 dos quais apresentam uma elevada capacidade de produção. Neste contexto, a Eurovet lançou um novo projecto, organizado em conjunto com a Promosalons Chine, o salão Shanghai, Mode Lingerie, plataforma comercial dedicada ao sector da lingerie, focalizada numa gama média-alta. A primeira edição teve lugar de 26 a 28 de Outubro de 2005, em Xangai, e atingiu plenamente os objectivos estabelecidos, com mais de 3.500 visitantes, chineses e internacionais e 76 expositores. O Shanghai, mode lingerie foi um salão verdadeiramente internacional, que juntou os mais importantes players do sector da lingerie operando na Ásia. Os visitantes profissionais, com um perfil muito variado, desde fabricantes até distribuidores, eram oriundos de toda a China, mas também do Japão, Indonésia, Tailândia, Hong-Kong, Taiwan, Coreia, Sri Lanka, Austrália, Europa, América, etc. O evento plural incluiu duas vertentes. Uma delas, denominada Private Lingerie, constituiu um espaço privado, organizado em torno de show-rooms, proporcionando um ambiente muito propício ao estabelecimento de encontros de negócio individuais entre as marcas de lingerie e os fabricantes de tecidos europeus com os principais distribuidores e produtores locais. O perfil dos expositores, todos operando num segmento de gama alta, passou essencialmente por marcas internacionais e fabricantes de tecidos europeus, que procuram implementar-se no mercado chinês, através do estabelecimento de parcerias.Os visitantes, todos convidados, preenchiam uma série de critérios e especificações bastante limitativa, estabelecida pela Eurovet, com o apoio das delegações asiáticas da Federation Expertise Textile. Entre os expositores presentes estavamChantal Thomass, Daniel Hechter Lingerie e Princesse Tam Tam, de França, Christies, Intima Moda, e Valery, de Itália, Mary Green, dos EUA, Millesia – Nina Ricci, Palmers (Ace Style) e Wolford (Ace Style), de Hong Kong. Da China, os expositores eram quatro: Embry, Gujin, Le Caprice de Marie e Oroblu. Quanto à Interfiliere Asia, este foi um salão de tecidos e acessórios para lingerie e moda íntima de origem asiática, para uma gama média-alta, a preços competitivos, que “espantou” os visitantes pela qualidade dos artigos apresentados, e onde estiveram presentes expositores asiáticos, oriundos de países como a China, Hong-Kong, Coreia, Japão, Tailândia e Taiwan, e expositores europeus, oriundos da França (como por exemplo, Brunet International, Dentelles Darquer e Noyon Lucien), da Itália (como por exemplo, E. Boselli & C), Áustria, Espanha, e Suiça. Falta apenas referir o desfile de moda, que decorreu no magnífico Shanghai Science Technology Museum, com o objectivo principal de divulgar a lingerie junto dos consumidores, uma vez que um dos lemas do evento foi “Lingerie é sinónimo de Moda e Criatividade”. Assistiram ao desfile cerca de 500 convidados, todos ligados ao sector da lingerie, como distribuidores, fabricantes, designers, fashion leaders, parceiros institucionais (City of Shanghai, China Knitting Federation, French Embassy, etc.) e mais de 100 jornalistas de órgãos de comunicação social especializada, como Madame Figaro, Elle, Trends, Noblesse, Shanghai Tatler, China Fashion Weekly, Shanghai Fashion Times, sem esquecer a cobertura do evento por parte de cerca de 10 canais de televisão, chineses e internacionais, como a Fashion TV ou a Channel Young. A segunda edição já está a ser preparada para Outubro de 2006. A organização espera uma evolução muito positiva, tendo em conta as características selectivas da Private Lingerie, à Interfiliere Asia. Tal como faz há mais de 20 anos na Europa, através de eventos como o Salon International de la Lingerie (SIL), Lyon, mode city ou Interfiliere (IFL), a Eurovet assume, uma vez mais, o papel de catalizador da indústria da lingerie, desta vez na Ásia.