Lindex com queda de vendas na Alemanha

A empresa sueca de retalho de vestuário, Lindex, viu as suas vendas para os nove meses terminados a 30 de Maio aumentarem 8,3% para 408 milhões de euros, especialmente devido à aquisição da cadeia de moda Twilfit. Numa base “like-for-like”, as vendas nas 346 lojas da empresa na Suécia, Noruega, Finlândia e Alemanha aumentaram apenas 1,3%. Apesar da fraqueza do mercado, a empresa aumentou as suas margens de 50,2 para 55,7% como resultado dos melhoramentos da logística e da cadeia de abastecimento. O negócio continua difícil na Alemanha, onde as vendas de 35 lojas desceram 8,2% no mesmo período. Actualmente, a Lindex opera na Alemanha através da Suécia, desde que Fusun Khan, directora geral da Lindex Alemã, se demitiu em Maio. A Lindex espera instalar uma nova direcção na Alemanha até ao final do ano. “A Alemanha é um mercado altamente competitivo. Precisamos dum conceito claro no sentido de competir com os nossos rivais no país,” afirmou o director-geral da empresa, Jorgen Hohansson.