Lenzing melhora vendas

O primeiro trimestre do ano trouxe mais vendas para a empresa austríaca, com a maior procura pelas suas fibras celulósicas a contribuir para o aumento de 5,7% do volume de negócios.

[©Lenzing AG]

Nos primeiros três meses do ano fiscal, a Lenzing registou um volume de negócios de 658,4 milhões de euros, com o Ebidta a mais do que duplicar, para 71,4 milhões de euros e o lucro operacional a registar um valor positivo de 1,5 milhões de euros, em comparação com o prejuízo de 41,4 milhões de euros no mesmo período do ano passado.

Um início de ano satisfatório, tendo em conta os resultados anuais da empresa no ano fiscal de 2023, no qual acumulou um prejuízo próximo dos 600 milhões de euros. «O desenvolvimento dos negócios do Grupo Lenzing está a evoluir na direção certa no primeiro trimestre. Contudo, não podemos falar de uma recuperação sustentável do mercado enquanto a pressão sobre os preços no negócio da fibra permanecer elevada», afirma Stephan Sielaff, CEO do Grupo Lenzing. «Ainda assim, o melhor desempenho dos negócios e a procura favorável pelas nossas fibras especiais mostram que também estamos a fazer bons progressos, especialmente com as nossas iniciativas para fortalecer as nossas atividades comerciais. Não estamos à espera de vento favorável do mercado, mas continuamos a implementar o nosso programa de performance com determinação», acrescenta.

Desde o terceiro trimestre de 2023, o Conselho de Administração da Lenzing AG tem implementado consistentemente um programa abrangente de performance com o objetivo primordial de aumentar significativamente a resiliência a longo prazo às crises e de maior agilidade face às mudanças do mercado. As iniciativas do programa visam principalmente gerar liquidez e melhorar o EBITDA através de receitas mais fortes e do crescimento das margens. Além dos efeitos claramente positivos ao nível das receitas, o Conselho de Administração espera poupanças anuais de custos superiores a 100 milhões de euros a partir de 2025, dos quais mais de 50% terão um impacto crescente nos lucros a partir do exercício financeiro em curso.

«Estamos muito satisfeitos com o impacto do programa de performance até o momento e esperamos que as medidas contribuam ainda mais para mais melhorias nos lucros ao longo dos próximos trimestres», revela Nico Reiner, CFO do Grupo Lenzing.

Embora o FMI tenha melhorado a sua previsão de crescimento para 2024, de 3,1% para 3,2%, o Grupo Lenzing refere que continuam a existir vários riscos para a economia mundial, nomeadamente potenciais choques geopolíticos, inflação e taxas de juro diretoras persistentemente mais altas, bem como riscos de mercado decorrentes mercado imobiliário chinês.

Na perspetiva para o futuro, o grupo sublinha que inflação generalizada e a queda dos rendimentos em termos reais continuam a exercer um impacto negativo sobre o sentimento dos consumidores e que a recuperação no mercado de vestuário, que é importante para a Lenzing, também dependerá de uma maior normalização dos níveis de stock.

Em termos estruturais, a Lenzing continua a antecipar o aumento da procura de fibras ambientalmente responsáveis ​​para a indústria têxtil e de vestuário, bem como para os sectores de higiene e médico. «Como tal, a Lenzing está muito bem posicionada com a sua estratégia de “Better Growth” e planeia continuar a impulsionar o crescimento com fibras especiais, bem como com os seus objetivos de sustentabilidade, incluindo a transformação de um modelo de economia linear para um modelo de economia circular», conclui o comunicado da empresa.