Lençóis do Paquistão e Turquia embargados

A administração americana impôs, este mês um embargo aos lençóis de algodão paquistaneses e turcos. As calças de algodão vindas do Bangladesh estão bloqueadas pela segunda vez este ano. As entidades oficiais americanas suspenderam as importações de calças de algodão dos Emiratos Árabes Unidos e de produtos de algodão da China. As importações americanas de lençóis de algodão cresceram 27,45 por cento em termos de volume entre Janeiro e Agosto, sobretudo devido ao crescimento de 22 por cento nas importações do Paquistão. Em termos de valor, as importações americanas cresceram 27,4 por cento para 41 milhões de dólares com as exportações do Paquistão a crescerem 22 por cento. Limitados pelas quotas de vendas para o mercado americano, os exportadores paquistaneses preferiram mudar para produtos de valor acrescentado. De acordo com o Pakistan’s Export Promotion Bureau, a média de preço por unidade dos lençóis de alogodão foi de 4,82 dólares este ano, contra apenas 4,49 dólares em 2001. Nos próximos anos o Paquistão vai ser confrontado com o aumento da competição da China. As importações americanas de lençóis de algodão provenientes da China aumentaram 72 por cento entre Janeiro e Agosto em termos de volume, e cresceram 55 por cento em termos de valor. Sujeitos a limitações maiores do que os exportadores paquistaneses, os produtores chineses também aumentaram os produtos de valor acrescentado. Os preços da quota mantiveram-se altos na China, tendo no entanto, perdido quotas de mercado durante este ano. Portugal permanece como grande fornecedor de lençóis de algodão, depois do Paquistão e da China. A partir do momento em que deixaram de estar sujeitos às quotas americanas, as importações da Índia cedo duplicaram em termos de volume crescendo 68 por cento em termos de valor, como um claro sinal de que os exportadores indianos preferiram preços mais baixos. As exportações do Bangladesh também aumentaram este ano, mas para um valor bastante mais baixo. Apesar das importações da Turquia terem diminuído sete por cento entre Janeiro e Agosto, estão agora sujeitas a embargo. As limitações americanas impostas à Turquia são muito mais baixas do que as impostas ao Paquistão ou à China. Desde que as entidades alfandegárias americanas atingiram 89 por cento das quotas, os lençóis de algodão da China poderão também ser colocados sob embargo antes do final do ano. Um embargo foi novamente imposto às calças de algodão (347/348) do Bangladesh. As autoridades americanas já cessaram as importações há algumas semanas atrás antes de garantir as quantidades adicionais para Daka, em troca de uma redução das quotas para esta categoria em 2003. Um grande número de produtos do Bangladesh estão ameaçados por possíveis embargos dos Estados Unidos e podem vir a ser bloqueados nos portos americanos antes do final do ano.