Kraig Labs inicia produção de seda de aranha

A empresa de biotecnologia, que desenvolveu tecnologias de fibras geneticamente modificadas, iniciou a produção de híbridos de seda de aranha, um mês antes do planeado.

[©Kraig Labs]

A Kraig Labs afirma que o sucesso dos testes de produção a colocou em uma posição forte para acelerar seu cronograma de produção de seda de aranha para 2024. A empresa concluiu com sucesso a produção de casulos para a primeira produção comercial dos híbridos BAM-1.

Este ciclo de produção serve como uma transição crítica para a comercialização da produção sustentável e económica de seda de aranha pela empresa e marca a primeira transição de verdadeiros híbridos de produção para o ambiente de fabricação. Este ciclo de criação também representa um aumento de mais de 10 vezes na produção em relação aos testes de primavera e é o maior lote único de produção de seda de aranha na história operacional da empresa.

Os híbridos BAM-1 foram criados integrando a tecnologia de seda de aranha recombinante da empresa, a Dragon SilkTM, em duas linhagens comerciais robustas de bicho-da-seda. Essas duas linhagens de bicho-da-seda criaram as linhagens parentais que, quando combinadas, produzem os híbridos BAM-1.

Os híbridos BAM-1 resultam nos maiores casulos e nos bichos-da-seda mais robustos que o Kraig Labs já produziu. Isso, por sua vez, resulta num maior rendimento de seda e maior eficiência de produção, ao mesmo tempo que mantém o desempenho do material fibroso, à medida que a empresa amplia suas operações de produção de seda de aranha.

«Este lançamento bem-sucedido dos híbridos BAM-1 é o resultado de mais de um ano de desenvolvimento da nossa equipa. Os testes de produção da primavera demonstraram que reunimos a equipa certa, a tecnologia certa e as instalações certas para fazer de 2024 um ano inovador para a comercialização de seda de aranha», acredita Kim Thompson, CEO da Kraig Labs. «Este ciclo coloca-nos no caminho certo para atingir o nosso primeiro marco de produção de uma tonelada de seda de aranha», acrescenta.

Esta primeira criação comercial de híbridos BAM-1 foi declarada «um grande sucesso, representando o maior lote único que já produzimos até hoje. Este lote de produção é apenas o começo do que acreditamos que será um aumento muito emocionante e rápido da produção de seda de aranha em 2024», sublinha Kim Thompson. «Vamos continuar a avançar, assumindo riscos inteligentes, à medida que lideramos a comercialização de seda de aranha de uma forma económica e ecologicamente responsável», conclui.