Kapok amacia malhas

A Riedel Textil, uma empresa alemã especialista em tricotagem, utilizou fibras obtidas a partir da árvore africana com crescimento mais rápido para produzir malhas circulares com excepcionais propriedades de maciez. As malhas foram fabricadas com misturas de algodão e de “seda” obtida a partir das vagens da árvore Kapok (por vezes designada por algodão Java), tendo efectuado a sua première na recente edição do salão de tecidos Interfilière Paris. As vagens da Kapok tinham já sido previamente usadas em enchimentos de travesseiros, sacos de dormir, coletes salva-vidas e mobiliário, mas as suas fibras extremamente curtas impediam a sua aplicação na tricotagem. No entanto, a Riedel conseguiu desenvolver um processo de fiação para estas fibras junto com o algodão tradicional, produzindo um fio natural que baptizou de Piumafil, o qual afirma apresentar um toque único. As primeiras malhas produzidas são do tipo jersey. A empresa alemã desenvolveu também malhas em fibra de bambu e algodão ultra-leve, que se encontram incluídas no seu programa “Contratos”. Este programa envolve um tratamento especial da malha com o objectivo de lhe conferir solidez à cor após lavagem a 60 ºC, e já obteve grande popularidade no sportswear da sueca Casall AB.