ISPO Munich declarada um sucesso

Os resultados da feira de desporto, que decorreu no final de novembro, convenceram a organização, que destaca o aumento de 57% no número de empresas presentes. Portugal contou com 43 expositores, que apresentaram muitas novidades.

[©Representação em Portugal da ISPO Munich]

Mais de 2.400 expositores marcaram presença na ISPO Munich, que teve lugar de 28 a 30 de novembro, o que representou um aumento de 57% face à edição de 2022 e, destaca a organização, uma subida de 64% nos expositores internacionais, provenientes de 54 países.

Lena Haushofer, diretora da ISPO Munich, refere «que um feedback positivo da indústria, dos retalhistas e dos atletas confirma que fomos bem sucedidos a ver e debater o desporto na sua totalidade de múltiplas perspetivas», referindo-se ao tema desta edição, “Novas perspetivas sobre o desporto”.

«Foi uma feira bastante concorrida este ano. Esteve muito movimentada, muito cheia e fiquei contente com isso. Tivemos a oportunidade de falar com muitas pessoas excelentes. Isso é espetacular e muito mais do que o que esperávamos. É ótimo encontrar todos os clientes e partes interessadas da indústria», afirma Stijn van Hees, diretor de marketing para a Europa e wholesale mundial na Fjallräven.

«É um ótimo local para nos encontrarmos com os muitos fornecedores e parceiros diferentes num único sítio», acrescenta Brad Potts, diretor de marketing da Jack Wolfskin.

«Este ano, conseguimos, mais uma vez, deixar claro que o desporto, em toda a sua abrangência, é muito mais do que apenas exercício, equipamentos ou entretenimento. O desporto é não só um dos sectores mais diversos, em mais rápido crescimento e mais internacional da economia, como também dá um importante contributo à sociedade. Além disso, o desporto é um importante motor de inovação no que diz respeito a tópicos como materiais, digitalização, saúde e sustentabilidade», destaca Tobias Gröber, que dirige o ISPO Group.

Novidades com selo nacional

De Portugal estiveram presentes 43 empresas e, segundo as partilhas nas redes sociais, houve espaço para muitos contactos e, especialmente, para a apresentação de novos produtos – dos quais 38 mereceram distinções nos ISPO Textrends Awards.

FLM [©FLM]
«Contactámos com marcas, especialistas e outros revolucionários», indica a FLM no LinkedIn, que na feira teve em destaque um fato multifuncional selecionado para os ISPO Textrends Awards.

Já a RDD indica que a presença na ISPO Munich serviu para «apresentar as nossas novas malhas. As nossas parcerias resultaram em fibras inovadoras e tecnologias de tingimento que são verdadeiramente disruptivas», a LMA realçou um novo produto feito com elastano Creora EasyFlex «que permite o máximo de conforto devido ao seu toque soberbo e elasticidade» e a JF Almeida lançou o Drytec 2.0, com mais absorção, secagem mais rápida e melhor performance, e o Drytex Outdoor, com repelência à água, elevada resistência às lavagens e um design e inovador, produtos onde a «inovação e sustentabilidade são palavras de ordem» e que foram igualmente distinguidos pelos ISPO Textrends Awards.

Susana Serrano, CEO da Acatel (à direita), a receber o prémio [©Messe Munich]
O grupo Impetus, por seu lado, foi distinguido nos ISPO Textrends Awards através da Acatel, que ganhou o prémio Best Product na categoria Accelerated Eco. A malha Circular Pigmentura, que combina Circulose e algodão reciclado, permite uma economia de 96% de água no tingimento face aos métodos convencionais, mantendo a vivacidade das cores, e possui propriedades de termorregulação, gestão de humidade e um acabamento anti-odor, «tornando-a uma escolha inovadora e responsável», destaca a Acatel, acrescentando que «este reconhecimento é um impulso para continuarmos a inovar e a contribuir para um futuro mais sustentável e vibrante na indústria têxtil».

O grupo Impetus viu ainda o Tank Top Impetus Circulose produzido em colaboração com a Renewcell receber um ISPO Award. «Agradecemos à ISPO por reconhecer os nossos esforços em ultrapassar os limites do vestuário desportivo sustentável. Este reconhecimento impulsiona o nosso compromisso em desenvolver produtos que não só melhoram a sua experiência de vestuário, mas também contribuem para um planeta mais saudável», resume a empresa.

No total, as empresas portuguesas arrecadaram 38 prémios nos ISPO Textrends Awards, sendo 31 para amostras de materiais, apresentadas pelas empresas A. Sampaio – que, tal como a Acatel, teve um Best Product, mas na categoria Street Sports –, Carvema Têxtil, LMA, RDD Textiles, Somani e JF Almeida, e os restantes sete na área da confeção, que distinguiram, além da FLM, artigos da Gulbena Têxteis, Quinta & Santos Score e WAT Portugal.