Inovação aprovada com distinção

Estamos aqui não só para apresentar um produto mas para, mais uma vez, dar mostras do empenho da Lectra em estar na vanguarda tecnológica através da evolução dos seus produtos». Foi assim que Rodrigo Siza, director da Lectra Portugal, abriu a sessão para a apresentação da versão V6 do Modaris, o programa de modelação da Lectra, agora ainda mais evoluído, que oferece diversas vantagens em termos de redução do tempo usado para desenhar os modelos, melhoradas capacidades técnicas e facilidade e versatilidade de utilização. As principais novidades do Modaris V6 foram apresentadas por Paula Coutinho. A especialista em inovação na Lectra explicou e exemplificou o módulo ModePro do programa, sublinhando a possibilidade de actualização automática do programa e as novas capacidades técnicas, como os novos cantos em esquadria, a nova gestão de linhas de costura, os novos parâmetros de medida e as tabelas de medidas dinâmicas, passíveis de ser alteradas manualmente, ou a nova gestão por camadas que simplifica o trabalho dos modelistas. Facilidades confirmadas por Jorge Peixoto, modelista na Madureira&Irmão, que considera a nova versão do Modaris o Ferrari da modelação. As novas funções de cantos evitam construções complexas e morosas, eliminam erros, suprimem operações e garantem o acerto perfeito em todos os tamanhos. Com a aquisição do Modaris consegui rentabilizar o meu trabalho», confiou Jorge Peixoto, responsável pela modelação de 500 novos modelos por estação. Mas se o módulo ModePro do Modaris é um Ferrari, Fernando Ribeiro, da Lectra, garantiu que o módulo Modaris ExpertPro é, sem dúvida, um Lamborghini». O “topo de gama” do Modaris V6 é, mais do que apenas uma nova versão do programa, uma nova filosofia de trabalho, que obriga a uma nova metodologia, mas que garante menos erros e uma precisão maior», explicou Ribeiro, acrescentando que em alguns casos, devido às funções automáticas, permite poupanças de tempo na ordem dos 50%». Joana Costa, modelista na Malhas Eical, concordou em absoluto com esta visão. Com este programa há mais rigor e confiança, o trabalho é mais rápido e prático. Em 2008, elaborámos na empresa – somos quatro modelistas – cerca de 1.300 moldes. Este ano, com a nova versão, já elaboramos 400, o que é muito bom», afirmou. No entanto, Joana Costa não deixou de salientar, enquanto exemplificava algumas das novas funções do programa para a plateia, que no início, como temos de mudar de hábitos de trabalho, é um pouco difícil, daí ser muito importante a formação inicial, mas, depois de nos adaptarmos, o difícil é voltar a versões anteriores». A formação é, de resto, um ponto fundamental para quem quer trabalhar com esta nova versão do Modaris, independentemente dos módulos que utilizar –ModePro ou ExpertPro –, assegurando a Lectra diversos serviços nessa área, desde a formação na própria empresa à formação na Escola Lectra, com soluções adaptadas às necessidades de cada um.