Inditex não se dá bem no Japão

A Inditex encontrou em 1997 duas maneiras de entrar no mercado japonês. Uma delas através da sua associação ao gigante local da distribuição Bigi para a introdução da marca Zara, através da filial mista Zara Japão criada para o efeito. A outra, através da associação a um outro líder japonês do comércio a retalho, a Mycal, para desenvolver a Pull & Bear através de franchisings. No entanto, nenhum dos dois negócios prosperou. A rede da Zara reduziu-se a cinco lojas, que são por outro lado, as únicas de toda a Ásia do Pacífico. A rede da Pull & Bear que consistia em 11 estabelecimentos franchisados, acabaram por se extinguir. A Mycal, especializada no desenvolvimento de cadeias de supermercados, lojas especializadas de desporto e salas de cinema, apresentou uma quebra em Setembro de 2001, com o maior passivo (13.806 milhões de euros) do ano e o quinto de toda a sua história no Japão. E apesar da Mycal estar a negociar formas de sobrevivência, a Inditex, que se tinha ocupado de continuar a gerir as onze lojas da Pull & Bear, das quais a Mycal era franchisada, decidiu finalmente encerrá-las e retirar esta marca do mercado japonês. O encerramento foi ultimado em finais de Fevereiro, ainda que a Inditex o tenha comunicado a 8 de Abril. No que diz respeito à Zara, parece que em finais de Abril a sociedade mista Zara Japão, vai abrir uma sexta loja na periferia de Tóquio, o que elevará a seis pontos de venda desta marca.