Inditex fora da UE

A gigante do retalho Inditex aprovisionou-se mais em fornecedores fora da União Europeia em 2011 e reduziu o número de fornecedores asiáticos durante o ano, segundo o seu recentemente divulgado relatório anual. A retalhista espanhola, que detém a cadeia de moda de fast fashion Zara, acrescentou cerca de 22 fornecedores de fora da União Europeia no ano passado – um aumento de 19%, para representar agora cerca de 9,3% da sua base de fornecedores. A Inditex reduziu o número de fornecedores asiáticos em 6,8%, para 625 fornecedores, representando cerca de 44,7% da sua base de aprovisionamento. Em 2010, a Ásia representou cerca de 45,8% da cadeia de aprovisionamento da empresa espanhola. No final de 2010, a Inditex tinha 1.464 fornecedores. Em 2011, não usou 440, acrescentou 466 e eliminou 92, quer por violação do seu código de conduta, quer por razões comerciais. O grupo terminou o ano com 1.398 fornecedores. Durante o ano passado, o número de fornecedores a quem foi atribuída a classificação A – que significa que cumprem o código de conduta da empresa – aumentou 8%, para 573 fornecedores. O número de fornecedores com classificação B, que significa que violaram um elemento não-relevante do código, cresceu 12%, para 501 fornecedores. O número de fornecedores com classificação C, que significa que violaram um elemento sensível do código, subiu ligeiramente, para 183 fornecedores, em comparação com os 179 do ano anterior. Em contrapartida, o número de fornecedores com classificação D, que significa que quebraram um elemento crítico do código, desceu para 107 fornecedores, em comparação com os 146 do ano anterior.