Ibéria na mira da start-up de reciclagem Syre

A empresa fundada pela Vargas e a H&M conseguiu angariar 100 milhões de dólares para integrar a tecnologia de reciclagem patenteada da Premirr e anunciou ter selecionado o Vietname e a Península Ibérica para as primeiras duas unidades.

[©Syre]

A ronda de financiamento, que foi liderada pela TPG Rise Climate e incluiu o reforço do capital da H&M e a entrada dos investidores Giant Ventures, IMAS Foundation (que está ligada à Ikea), Norrsken VC e Volvo Cars, vai permitir a aquisição total da tecnologia patenteada e a criação da fábrica-modelo nos EUA, que deverá estar pronta ainda este ano.

A tecnologia foi desenvolvida ao longo de mais de nove anos pela empresa Premirr, sediada na Carolina do Norte, que «demonstrou a sua capacidade líder de transformar resíduos pós-consumo em poliéster circular de uma forma muito eficiente em termos energéticos e que pode ser rapidamente dimensionada a nível global», justifica a Syre.

«Concluímos uma rigorosa pesquisa e avaliação de mais de 20 tecnologias de reciclagem de poliéster em todo o mundo. Foi assim que encontramos Chris Luft e Matthew Parrott, fundadores da Premirr. Embora o acordo de parceria tenha sido firmado no ano passado, é agora que a Premirr está totalmente integrada na Syre e estou muito orgulhoso de ter os fundadores a bordo enquanto continuamos a expandir a equipa e a empresa», realça Dennis Nobelius, CEO da Syre. «Estou entusiasmado por alguns dos investidores mais ambiciosos do mundo se terem juntado à nossa missão de liderar a grande mudança têxtil. É inspirador ver o seu compromisso em impulsionar a transição verde da indústria têxtil, em todos os nossos principais sectores verticais: vestuário, automóvel e interiores», acrescenta, em comunicado.

«Esperamos acelerar a descarbonização da indústria têxtil por meio do processo exclusivo de reciclagem do têxtil ao têxtil da Syre. Combinar o capital e as capacidades de construção de negócios globais da TPG Rise Climate com a equipa de classe mundial e a tecnologia própria da Syre cria uma base sólida para expandir a empresa nas principais fábricas em todo o mundo nos próximos anos», acredita Joerg Metzner, sócio da unidade de negócios da TPG Rise Climat.:

A Syre, que já negociou um compromisso com a H&M para comprar 600 milhões de dólares da sua produção de poliéster reciclado durante um período de sete anos, pretende expandir e dimensionar a sua operação em todo o mundo.

A empresa vai também fazer os preparativos para estabelecer as duas primeiras fábricas de reciclagem de têxteis em têxteis a grande escala, tendo selecionado o Vietname e a Península Ibérica como localizações. «Ambas as regiões estão estrategicamente posicionadas na cadeia de aprovisionamento têxtil e têm uma longa história de uma indústria têxtil vibrante, com acesso a conhecimento, matérias-primas e logística, bem como a energia verde», justifica a Syre. «O processo específico de seleção do local continua agora, com o objetivo de iniciar o processo de construção em 2025», conclui.