Honda desenvolve tecido biológico

A Honda desenvolveu um novo tecido biológico para a utilização no interior de automóveis. Este tecido é um tipo de poliéster derivado de plantas, macio e suave e apresenta durabilidade e resistência à luz solar. De acordo com o divulgado pela Honda, este tecido é neutro ao carbono, na medida em que as plantas utilizadas para produzir o tecido emitem oxigénio suficiente para contrabalançar o dióxido de carbono libertado na sua eliminação. O novo tecido também reduz a energia necessária na produção de 10% a 15% em relação à utilizada na produção de poliéster com base no petróleo. A Honda vai utilizar este tecido, designado por PPT (polipropileno tereftalato) para forrar os assentos, os interiores das portas, o interior do tejadilho e os tapetes. O primeiro automóvel a incorporar o novo tecido vai ser a nova geração de veículos de células de combustível, designados por FCX, cuja chegada ao mercado está prevista para 2009. No entanto, de acordo com algumas opiniões mais cépticas, o tecido não é totalmente ecológico, na medida em que o PPT existente no tecido é fabricado a partir de 1,3 propanodiol, produzido a partir do milho, e ácido tereftálico, componente derivado do petróleo. A Honda acrescenta que planeia utilizar este material em todos os novos veículos de células de combustível que planeia introduzir no mercado ao longo dos próximos três anos.