H&M continua a subir

O gigante sueco do retalho de moda viu as suas vendas comparáveis subirem pelo segundo mês consecutivo em Janeiro. Os resultados agora anunciados surpreenderam os analistas e as próprias projecções da empresa. Face aos resultados anunciados, as acções da H&M têm vindo a reagir positivamente na Bolsa de Estocolmo, depois da crise internacional ter atingido duramente a grande maioria dos retalhistas de moda e depois de sete quedas consecutivas das vendas comparáveis do grande rival europeu da espanhola Inditex. Os resultados de Janeiro, com um crescimento de 1% das vendas face a igual número de lojas em 2009, ficaram meio ponto percentual acima das projecções da empresa e dos analistas. As vendas totais, por seu turno, cresceram a dois dígitos durante o mesmo período, tendo atingido os 11 pontos percentuais positivos. No passado mês de Dezembro, os resultados tinham já sido animadores face aos sete meses anteriores de quedas consecutivas. A época natalícia empurrou as vendas comparáveis da H&M para o segundo crescimento do ano de 2009, com uma variação de 3%. «Foi de novo um mês positivo, em parte graças aos números baixos registados em Janeiro de 2009 e, em parte, graças à retoma da confiança dos consumidores e do seu regresso às lojas», comentou Soren Lontoft Hansen, analista da casa de investimento Sydbank. «Não estão a comprar massivamente como antes, mas pelo menos estão a voltar», acrescentou. Segundo os resultados preliminares a H&M está a fazer crescer os seus negócios nos mercados asiáticos, mas o seu principal mercado continua a ser a Alemanha, onde terá que concorrer brevemente com mais um retalhista da fast-fashion, a cadeia britânica Primark. A H&M é o terceiro maior retalhista de moda do mundo em termos de receitas. No primeiro lugar encontra-se, por agora, a americana Gap, seguida de perto pela Inditex que anunciou também que as suas vendas comparáveis de Janeiro tinham crescido o mesmo 1%. A H&M detém actualmente 1.987 lojas, um crescimento de pontos de venda de 14% face a Janeiro de 2009 quando detinha 1.741 espaços de retalho.