Guess usa fibra de banana

A marca americana fez uma parceria com a empresa de soluções têxteis sustentáveis Interloop para usar a tecnologia Loomshake na coleção de denim que chegará ao mercado em setembro.

[©Interloop]

A tecnologia usa fibra de banana, derivada de resíduos de bananeira, que é depois misturada com algodão e algodão reciclado pós-consumo.

Segundo a Interloop, uma empresa paquistanesa conhecida pela produção de denim, activewear, vestuário e meias para marcas como a Nike, Adidas e H&M, a Loomshake pretende ser uma solução para os resíduos agrícolas, sobretudo para o excesso de resíduos de bananeira que são produzidos todos os anos no Paquistão. O país produz anualmente cerca de 154 mil toneladas de bananas, resultando em 10 milhões de toneladas de resíduos agrícolas.

«O primeiro passo crucial é o processo de decorticação, em que as fibras são extraídas do caule. Estas fibras de banana em bruto passam por um processo de secagem ao ar para as preparar para a utilização. Quando chegam à nossa fiação, estas fibras secas de banana são cortadas em pequenos pedaços e são sujeitas a um processo mecânico e químico para assegurar que atingem o nível desejado de espessura e de abertura fibra a fibra. Depois disso, estão prontas a fiar após serem misturadas com algodão», explicou, à WTiN, Fahid Hussain, vice-presidente de vendas e marketing da Interloop

Para além das vantagens ambientais, a tecnologia Loomshake também oferece benefícios económicos aos agricultores, fornecendo uma fonte de rendimento adicional do que de outra forma seria lixo.

[©Interloop]
Esta parceria com a Guess assinala uma expansão estratégica da Interloop, que pretende demonstrar a versatilidade e viabilidade comercial da fibra de banana na indústria da moda. A tecnologia esteve já em destaque graças a uma parceria com a Dinner Service NY, uma marca de vestuário sustentável, na produção de meias. Também nesse sentido, a empresa paquistanesa e a consultora em denim sustentável Simply Suzette apresentaram, no outono passado, uma coleção conceptual, batizada Unpeeled, com jeans, um jumpsuit, um casaco e uma saia produzidos com um tecido com 20% Loomshake e 80% algodão.

A Interloop tem como objetivo na área da sustentabilidade que 70% dos seus materiais sejam sustentáveis ou aprovisionados de forma sustentável até 2025. Em junho passado, a empresa tornou-se a primeira empresa de grande escala do Paquistão a receber validação da iniciativa Science Based Targets (SBTi) pelas suas metas de redução de gases com efeito de estufa. A Interloop pretende reduzir em 51% as emissões diretas (âmbito 1) e indiretas (âmbito 2) e diminuir em 30% as emissões na sua cadeia de aprovisionamento (âmbito 3) até 2032.