Grupo Têxtil da OMC está de saída

Com a eliminação completa das quotas aplicadas aos têxteis a três semanas de distância, o Grupo de Monitorização de Têxteis criado no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC), realizou a sua última reunião no dia 9 de Dezembro. Este órgão semi-legislativo, cujos membros foram nomeados pelos governos dos países membros da OMC, vai ser oficialmente dissolvido no dia 1 de Janeiro de 2005, quando o processo de 10 anos para a eliminação das restrições associadas às quotas for concluído.

De acordo com o Director geral da OMC, Supachai Panitchpakdi, as necessidades de regulação futura vão continuar após a eliminação do ATC (Agreement on Textiles and Clothing), que estipulou os limites das quotas, devendo ser feito por todos os membros envolvidos no comércio de produtos têxteis e de vestuário, independentemente de serem importadores ou exportadores, grandes ou pequenos.

Desta forma, o comércio de produtos têxteis e de vestuário vai deixar de beneficiar de um estatuto privilegiado, passando a estar sujeito às regulamentações gerais incluídas no sistema multilateral de comércio.